Polí­tica

Foto: Divulgação

Com a posse dos deputados federais e da senadora Kátia Abreu no Senado, que vai se licenciar logo em seguida para que o suplente Donizeti Nogueira assuma, os membros da bancada federal do Estado começaram a discutir quem será o coordenador do grupo. Conforme o Conexão Tocantins apurou o deputado federal, ex-governador Carlos Gaguim vem buscando construir a maioria.

Em entrevista ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 29, o deputado disse que falta conversar apenas com a senadora Kátia Abreu sobre o assunto.  “Só falta falar com a Kátia, já falei com o senador Vicentinho, com o senador Ataídes e eles já declararam apoio ao meu nome, conversei com os deputados federais também”, revelou. Até o prefeito da capital, Carlos Amastha (PP) chegou a ligar para o deputado Cesar Halum (PRB) pedindo apoio para o nome de Gaguim.

Gaguim frisou que está elaborando um plano de trabalho para a coordenação da bancada. “Estou fazendo um plano de trabalho no sentido de levar o máximo de recurso que conseguirmos para o Estado”, frisou. A indicação do líder de bancada deve acontecer no início da próxima semana.

Na avaliação de Gaguim o trabalho do líder é fundamental para ajudar o Estado no momento financeiro complicado pelo que o Tocantins passa.  “Vai ser ano difícil com muita falta de dinheiro e temos que ir nos ministérios buscar recursos e também trazer empresários para o Estado”, frisou.

Gaguim conversou com o deputado federal Lázaro Botelho (PP) que também colocou o nome para ser líder. " Conversei hoje com o Lázaro e ele disse que também é candidato mas não tenho nenhum objeção ao nome dele, ele tem experiência e vamos conversar para ver como faremos", disse.

A escolha para líder da bancada federal acontece de dois em dois anos. A função representativa tem como objetivo coordenar a destinação de emendas de bancada para as grandes obras do Estado.

São membros da bancada os oito deputados federais e os três senadores da República.