Campo

Foto: Divulgação

Como parte do cumprimento das exigências para o pleito internacional livre da Peste Suína Clássica-PSC, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) em parceria com a Superintendência Federal da Agricultura (SFA), realizam o curso sobre emergência sanitária em suínos. A capacitação, que ocorre no auditório do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), em Paraíso, iniciou na manhã desta segunda-feira, 25 e segue até sexta-feira, 29, com aulas teóricas e práticas com duração de 40h.

O treinamento é direcionado aos 36 médicos veterinários da Agência que atuam na área técnica do Gease/TO - Grupo Especial de Atenção às Enfermidades Emergenciais ou Exóticas do Tocantins. Durante a abertura do evento, o presidente da Adapec, Humberto Camelo, ressaltou os esforços das equipes que trabalham à frente das ações de combate e controle de doenças. “A preparação dos profissionais é fundamental para dar resposta imediata, em caso de eventual surgimento de doenças, além de ser mais um requisito para pleitearmos o status internacional livre da PSC”, destacou.

Para responsável pelo Programa Estadual de Sanidade Suídea, Jakeline Almeida Lemos Vernier, a PSC é uma doença emergencial de notificação obrigatória, por isso precisa de uma atenção especial, apesar de o Tocantins ser considerado livre desde 2001. “Discutiremos durante toda a semana a padronização de ações e também outras doenças diferenciais que podem acometer os suínos”

Entre os principais temas a serem debatidos estão: Doenças vermelhas (Peste suína clássica, erisipela, salmonela, doença do edema); Doenças do trato respiratório e de manejo; Legislação sobre os Procedimentos de vigilância de Zona Livre de PSC-(PNSS) e Emergência Sanitária. No dia 26 de maio será realizada uma aula prática com necropsia e colheita de material em suíno.

Por: Redação

Tags: Adapec, Jakeline Almeida Lemos Vernier