Ciência & Tecnologia

Foto: Divulgação

Presente em todas as áreas do conhecimento humano no mundo moderno, a inovação tecnológica como ferramenta propulsora do desenvolvimento empresarial no Tocantins foi tema da reunião do Comitê de Inovação e Tecnologia do Fórum Estadual das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Femep-TO), nessa quarta-feira, 27. na sala de reuniões da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Tecnologia e Cultura.

Entre as dificuldades apresentadas, uma foi a que enfrentam as empresas locais de desenvolvimento de softweres para lançar seus produtos no mercado, devido à grande burocracia que, muitas vezes, faz com que esses produtos sejam lançados em outros estados.

Outra dificuldade, de acordo com os participantes da reunião, é a de acesso dos micro e pequenos empresários dos diversos setores ao conhecimento, sendo necessárias políticas públicas de inclusão digital desse público. “A tecnologia se constitui hoje numa ferramenta essencial de globalização de produtos e seu uso adequado pode nivelar a capacidade empresarial, alcançando um universo bem maior de beneficiários”, observou o superintendente de Desenvolvimento Econômico, Vilmar Carneiro.

Durante a reunião, foram apresentadas diversas propostas relativas ao fomento da inovação tecnológica no Estado, como a parceria entre o setor privado e as universidades; maior proximidade com o governo; criação de políticas públicas de inclusão tecnológica dos empresários com cursos específicos e investimentos a fundo perdido na educação tecnológica de base; realização de uma feira de ciência e tecnologia local durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia; otimização da utilização do espaço (galpão) da Secretaria na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins) e criação de berçários de inovação e tecnologia, a exemplo do berçário industrial que já está sendo implantado em Paraíso do Tocantins.

Foi sugerido ainda que seja criado um plano de trabalho com metas a serem alcançadas pelo Comitê em 2016 para que, no final do ano, seja feita avaliação dos avanços sobre o tema e se tenha um feed back das ações efetivadas e benefícios alcançados entre os empresários no Estado.

Para o diretor de Desenvolvimento Econômico, Eremilson Leite, as propostas apresentadas e discutidas são muito bem-vindas e vão contribuir para o desenvolvimento de políticas nas áreas de inovação e tecnologia do Tocantins.