Campo

Foto: Divulgação A estação de pesquisa com arroz irrigado fica em Formoso do Araguaia A estação de pesquisa com arroz irrigado fica em Formoso do Araguaia

Na próxima semana, entre terça-feira e quinta, 16 a 18, acontece em três cidades do Tocantins a I Mostra de Pesquisa de Arroz Irrigado da Estação de Pesquisa da Unitins. Serão apresentados resultados de pesquisas da Embrapa e de parceiros sobre a produção de arroz irrigado em regiões de planícies do Vale do Rio Araguaia, no Sudoeste do estado.

De acordo com Daniel Fragoso, pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão (Santo Antônio de Goiás-GO) que atua no Tocantins, serão mostrados resultados em diferentes áreas. Lucas Naoe, pesquisador da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), vai falar sobre melhoramento de arroz no estado; já o tema de Alberto Baeta dos Santos, da Embrapa Arroz e Feijão, é manejo de adubação nitrogenada (doses, fontes e épocas de aplicação).

Outras três áreas em que serão apresentados resultados de pesquisas são: manejo de percevejos no arroz, com Daniel; controle químico da brusone no arroz, com Moab Dias, pesquisadora da Universidade Federal do Tocantins (UFT); e plantio direto arroz – soja, com Mabio Lacerda, também pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão.

A mostra ocorrerá em Palmas na terça, em Formoso do Araguaia na quarta e em Lagoa da Confusão na quinta-feira. "Em Palmas, o objetivo também é apresentar a gestores das instituições parceiras e convidadas como prestação de contas do trabalho que vem sendo realizado na Estação de Pesquisa e, ao mesmo tempo, abrir para outras parcerias e chamar atenção para necessidade de mais apoio à pesquisa da cultura do arroz irrigado no Tocantins e, principalmente, na melhoria das condições de trabalho na Estação de Pesquisa em Formoso do Araguaia", explica Daniel.

O pesquisador entende que, "sem parcerias, é praticamente impossível atender plenamente todas demandas da cadeia produtiva do arroz irrigado no Tocantins. Ainda mais no cenário de dificuldade econômica pelo qual estamos passando. Portanto, as parcerias com Unitins Agro, Seagro, Ruraltins, SFA, iniciativa privada, indústria e produtores são importantes e necessárias para o efetivo alcance de resultados que auxiliem os produtores de arroz e fortaleçam toda a cadeia produtiva".

Seagro é a secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária; Ruraltins é o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins; e SFA é a Superintendência Federal de Agricultura, ligada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).