Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual José Roberto Forzani (PT) disse na sessão matutina desta quinta-feira, 27 de outubro, na Assembleia Legislativa, que os deputados federais pelo Tocantins que votaram a favor da Pec 241, que limita os gastos públicos por 20 anos, serão responsabilizados por futuras dificuldades enfrentadas no Estado.

Da bancada tocantinense os deputados Carlos Henrique Gaguim (PTN), Lázaro Botelho (PP), Vicentinho Júnior (PR), César Halum (PRB), Dulce Miranda (PMDB), Irajá Abreu (PSD), Josi Nunes (PMDB), votaram a favor. Apenas a deputada professora Dorinha Seabra (DEM), votou contra a aprovação da Pec 241. 

Para Forzani, os que votaram pela Pec não poderão se eximir da culpa. “Esses deputados serão responsabilizados pela desgraça, pelas dificuldades que o nosso povo passará nesses Estado. Eles não poderão se eximir da culpa e responsabilidade a retirar milhões e milhões das políticas da Saúde, da Educação, da Assistência Social do nosso município e do nosso Estado. Eles serão responsabilizados pela enorme perda de recursos financeiros que todos os municípios do nosso Estado e o nosso Estado terá a partir da conclusão, se não for modificado no Senado ou derrubado”, afirmou.  

Zé Roberto afirmou que a Pec 241 cortará drasticamente os recursos de todas as políticas públicas do Governo Federal. “Que terá grande repercussão nos municípios, principalmente nos municípios menores que tem sua arrecadação quase que dependente somente do FPM (Fundo de Participação dos Municípios”, disse.

Forzani ainda afirmou que lembrará em seus discursos na AL, quem votou contra e a favor da Pec. “Eu farei quase que diariamente, nas minhas falas aqui na Assembleia, o registro da responsabilidade desses sete deputados e dos senadores que assim o votarem”, frisou.