Estado

Foto: Divulgação

Os farmacêuticos e as demais categorias da Saúde municipal em Formoso do Araguaia/TO mantiveram, nesta última quarta-feira, 15, o indicativo de greve para o dia 21 de março após dois dias de paralisação de serviços por parte das categorias. O impasse é por causa da falta do cumprimento, por parte da Prefeitura da cidade, do acordo que previa o pagamento da data-base acumulada entre 2013 e 2016.

Durante a paralisação desta quarta-feira e da terça-feira, 14, o prefeito da cidade, Wagner Coelho de Oliveira, o Wagner da Gráfica, apresentou uma proposta para pagamento da data-base, mas muito longe do que havia sido acordado anteriormente e, por isso, rejeitada pelos servidores. “Até o momento, o município não apresentou uma proposta condizente. São várias famílias que estão esperando essa data-base e não se pode brincar com a vida das pessoas”, ressaltou o presidente do Sindicato dos Farmacêuticos do Tocantins (Sindifato), Pedro Henrique Goulart Machado Rocha.

Além do Sindifato, participam da negociação o Sindicato dos Profissionais da Enfermagem do Estado do Tocantins (SEET) e o (Sindicato dos Cirurgiões Dentista do Estado do Tocantins (SICEDETO).

Localizada a 320 km de Palmas, Formoso do Araguaia tem população estimada em 18,7 mil habitantes.