Turismo & Lazer

Foto: Luciano Ribeiro

Na tarde desta quinta-feira, 1º de junho, a Câmara Temática de Turismo do Consórcio Brasil Central reuniu-se no Palácio Araguaia para debater um projeto de integração do turismo de aventura e do ecoturismo dos Estados membros do Consórcio. Estiveram reunidos os secretários e dirigentes de Turismo dos estados membros do bloco, além dos presidentes da Fecomércio do Tocantins e do Distrito Federal.

Segundo o gestor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), Alexandro de Castro e Silva, a reunião da Câmara tem o intuito de validar a proposta que vai ser apresentada aos governadores. “É um plano de três metas que estaremos propondo para que possamos, a partir daí, buscar outras ações em conjunto”, afirmou, ressaltando a importância de agregar outras instituições no processo. “Nós teremos a participação dos presidentes da Fecomércio do Tocantins e do Distrito Federal, começando a montar um trabalho conjunto para que as ações de turismo ligadas a todo setor, possam ter essa característica de unicidade dentro dos Estados do Brasil Central”, disse.

O diretor-presidente da Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul, Bruno Wendling, lembrou a grande oferta de turismo de aventura possibilitada nesta região. “Precisamos trabalhar de forma mais integrada, a gente sabe que hoje está crescendo muito a demanda do ecoturismo no país, grande parte da oferta está localizada na nossa região. Então precisamos de mais integração e principalmente de mais produtos integrados”, finalizou.

A possibilidade de cooperação na divulgação dos atrativos turísticos foi ressaltada por Luis Carlos Nigro, secretário adjunto de Turismo da Secretaria e Desenvolvimento Econômico do Mato Grosso. “Esse trabalho em conjunto, dos estados, na área do turismo é muito importante porque vamos poder aproveitar o melhor de cada estado para podermos vender, de maneira conjunta, para todo país e para mundo também, o que acarretará numa otimização de custos”, explicou.

O superintendente de Desenvolvimento Turístico do Tocantins, James Possapp, explicou sobre a proposta apresentada. “A intenção é integrar os Estados em roteiros que percorram esse território, a iniciativa é também promover um pouco do turismo doméstico e o turismo entre os próprios estados do Brasil Central. Esse é um passo muito importante que damos hoje, que é a validação dessa proposta para, nos próximos meses, investirmos em eventos técnicos que vão trazer a iniciativa privada para perto”, pontuou.

Adelmir Santana, presidente da Fecomércio-DF, esteve presente na reunião e apresentou as ações que vem sendo realizadas em Brasília, a fim de estabelecer uma maior abrangência turística na região. “Existem diversas ações que podem ser realizadas para melhorar o potencial turístico da região Brasil Central, até hoje, mesmo com todo potencial que o próprio Brasil tem, não conseguimos passar de 6 milhões de visitantes internacionais. O Brasil precisa despertar para o turismo. Lá em Brasília, até outubro, estaremos apresentando uma nova marca da cidade, que já faz parte da nossa intenção de criar uma identidade visual para a capital, como vemos em Nova York e em outras cidades turísticas”, revelou.

A reunião contou também com a participação da representante da plataforma Airbnb, Flávia Matos, que apresentou as potencialidades do site. “É um mercado comunitário confiável para pessoas anunciarem, descobrirem e reservarem acomodações em todos os locais do mundo, estamos buscando a cada dia novas formas de colaboração com o governo. Estar no consórcio apresentando essa proposta é mais uma prova de nossa parceria em favor do nosso usuário”, garantiu.

Logo após a reunião da Câmara de Turismo, o projeto foi apresentado ao Conselho Administrativo do Fórum, que avaliou a proposta como importante elemento de integração e projeção da imagem do Consórcio Brasil Central. A programação da 3ª reunião do Fórum do Brasil Central, de 2017, continua nesta sexta-feira, 2.