Palmas

O Projovem Adolescente, programa do Governo Federal coordenado pela Prefeitura de Palmas, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), inicia suas atividades na capital no início de junho. Com o objetivo de fornecer informações sobre o programa, conforme orientação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), os servidores envolvidos direta e indiretamente com as ações receberão uma capacitação nesta segunda-feira, 28, de 8 às 18 horas, na sala de reuniões da SEMAS.

Projovem Adolescente

O Projovem Adolescente é uma reformulação do Agente Jovem e atende a mesma faixa etária de 15 a 17 anos. O programa tem como objetivo o fortalecimento dos vínculos familiares e sociais.

Os jovens, para preencherem as 500 vagas disponíveis para Palmas, serão oriundos das famílias beneficiárias do Bolsa-Família e aqueles em situação de risco, inclusive de renda, encaminhados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Conselho Tutelar ou Ministério Público. A seleção desses jovens também contemplará a inclusão de portadores de necessidades especiais.

O território de abrangência do Projovem Adolescente é o mesmo do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Como em Palmas existem 10 desses centros, cada um terá a quantidade de núcleos necessários para o contingente populacional.

O trabalho com as famílias dos jovens será desenvolvido pelos técnicos dos CRAS, assim como o acompanhamento de famílias em descumprimento das condições do Programa Bolsa-Família.

As atividades socioeducativas do Projovem Adolescente terão duração de 2 anos, sendo que a carga anual será de 600 horas e os conteúdos receberão sugestão de organização a cada ano, pelo MDS.

Fonte: Ascop

Por: redação

Tags: Palmas, Projovem, SEMAS