Geral

Objetivo do projeto, apoiado pela Childhood Brasil (Instituto WFC-Brasil), é estimular a imprensa para ampliar e qualificar a cobertura sobre o abuso e a exploração sexual comercial de crianças e adolescentes com ênfase na discussão de políticas públicas para combater essas formas de violência

Já estão abertas as inscrições para o 4° Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística, com o tema Imprensa e sociedade aliadas no enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. Até 13 de junho, repórteres, editores (inclusive executivos), chefes de reportagem, estudantes e professores de cursos de jornalismo, profissionais que atuam em mídia on-line ou alternativa podem se inscrever. Diferente da maioria das premiações jornalísticas – que reconhecem matérias prontas –, os participantes apresentam sugestões de pautas especiais. Os escolhidos em cada categoria recebem apoio financeiro e técnico para realizá-las, além de prêmio em dinheiro.

Com essa estratégia, o objetivo do concurso é estimular a imprensa brasileira a desenvolver propostas de pautas que enfatizem a discussão das políticas públicas existentes para a prevenção e atendimento aos meninos e meninas vítimas desta forma de violência.

Temática Especial

Esta 4ª edição traz duas novidades. A oficina de apresentação e discussão de conceitos técnicos para conduzir a investigação e a produção das reportagens - para as equipes que tiverem seus projetos selecionados; e a inclusão da categoria “Temática Especial”, que irá premiar projetos de reportagens sobre o tema “Tráfico de Crianças para Fins de Exploração Sexual”. As demais categorias são “Mídia Impressa - jornais e revistas”, “Rádio”, “TV” e “Mídia Alternativa” – que inclui veículos da Internet, jornais, rádios e TVs comunitárias ou universitárias.

Como participar

O candidato deve se inscrever pelo site www.andi.org.br/timlopes e apresentar a sua Proposta de Pauta detalhada sobre o tema com justificativa, roteiro de produção da matéria ou série de reportagens, pessoas envolvidas, relação dos gastos que serão feitos (estimativa) e das fontes que inicialmente serão ouvidas. A descrição das despesas não pode conter pagamento de salários dos profissionais ou materiais como fitas de vídeo, nem gastos com edição. Esses custos são arcados pela empresa de comunicação. No site também está disponível o Regulamento completo e o modelo da Carta Compromisso que deverá ser assinada pelo diretor do veículo de comunicação e registrada em cartório, garantindo que a empresa irá apoiar a produção da reportagem caso seu funcionário vença o concurso.

Sobre o apoio financeiro e a premiação

A divulgação dos resultados do 4° Concurso Tim Lopes será feita em 29 de julho de 2008. Abaixo, os valores que os vencedores de cada categoria receberão para produzir as reportagens:

Categoria                        Valor da bolsa de incentivo à produção

Mídia Impressa                 R$ 10.500,00

Rádio                                R$ 10.500,00

TV                                     R$ 16.000,00

Mídia Alternativa               R$ 10.500,00

Especial: Tráfico de Crianças para Fins de Exploração Sexual  R$ 10.500,00 ou R$ 16.000,00*

* De acordo com o tipo de veículo vencedor: R$ 10.500,00 para Rádio, Mídia Impressa e Mídia Alternativa; e R$ 16.000,00 para TV.

O vencedor de cada categoria recebe o prêmio de R$ 3.000,00, após a publicação / veiculação da reportagem. Em caso de inscrição conjunta entre mais de um jornalista, a forma de divisão desse valor fica a cargo dos participantes.

Promoção

O concurso Tim Lopes é promovido pela ANDI – Agência de Notícias dos Direitos da Infância e pela Childhood Brasil (Instituto WFC-Brasil), com apoio do Unicef – Fundo das Nações Unidas para a Infância, OIT – Organização Internacional do Trabalho, Fenaj – Federação Nacional dos Jornalistas e Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.

Comissão Julgadora

Será formada pela ANDI, pela Childhood Brasil e por organizações parceiras. Participam ainda profissionais renomados da área de comunicação e representantes dos movimentos de defesa da criança e do adolescente com atuação em programas de prevenção e atendimento a vítimas de abuso e exploração sexual.

Homenagem

O nome do prêmio é uma homenagem ao jornalista da Rede Globo que foi assassinado por traficantes de drogas enquanto investigava casos de exploração sexual de adolescentes em bailes funk em uma favela do Rio de Janeiro.

Edições anteriores

Conheça os vencedores do concurso das três primeiras edições:

Vencedores em 2002 – 1º Edição

 Caderno especial Confissões de Família, das jornalistas Maria Clarice Dias, Juliana César Nunes e Marina Oliveira, publicado pelo Correio Braziliense (DF).

 Caderno especial Nos jardins da infâmia, de Suzana Varjão, Ricardo Mendes e Suzana Zucolo, publicado pelo jornal A Tarde (BA).

 Reportagem Dormindo com o inimigo, de Mônica Beatriz Figueiredo e Bia Sant’Anna, publicada pela revista MTV (SP).

 Série de matérias Acolhimento com dignidade, de Nelcira Nascimento e Ângela Bastos, veiculada pela Rádio Gaúcha (RS) e pelo Diário Catarinense (SC).

 Série de reportagens Infância Roubada, de Walace Lara e Ana Quezado, veiculada pela TV Verdes Mares (CE).

Vencedores em 2004 – 2º Edição

 Reportagens Perigo Digital, Bandido ou Doente e Exemplo da Europa, dos jornalistas Alan Rodrigues e Mário Simas Filho, publicadas pela revista Istoé.

 Série de reportagens sobre exploração sexual na fronteira norte brasileira, da jornalista Jaqueline Ferreira e do repórter fotográfico Renato Chalú, publicadas pelo jornal O Liberal (PA).

 Série A Infância no Limite, do Jornalista Amigo da Criança Mauri König e do repórter fotográfico Albari Rosa, publicada pela Gazeta do povo (PR).

 Série Asas feridas, dos alunos do Núcleo de Jornalismo Experimental do Curso de Comunicação Social da Faculdade Social da Bahia, coordenado pelos jornalistas Leandro Colling, Walter Fernando Garcia e Rosana Zucolo, publicada pelo site Agência Baiana de Notícias.

 Série Radiografia da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, da equipe de Márcia Detoni, veiculada pela Radiobrás.

Vencedores em 2006 – 3º Edição

 Caderno especial e série Infância Perdida, da jornalista Érica Klingl, do Correio Braziliense (DF).

 Caderno especial O Silêncio contra os Inocentes, coordenado pelo jornalista Ricardo Mendes, do jornal A Tarde (BA).

 Série de reportagens Dor sem Remédio, coordenada pelo jornalista Carlos Morais e veiculada pela Rádio Jornal AM (PE).

 Reportagem Violência Sexual contra Crianças Indígenas, de Alinne Passos e Jaqueline Almeida, veiculada pela Rede Record de Televisão.

 Série de reportagens Impunidade é um dos Grandes Vilões no Enfrentamento à Violência Sexual, da jornalista Fernanda Sucupira, veiculada pela Agência Carta Maior (SP).

 Caderno especial e série de reportagens Documento BR, coordenadas pelo jornalista Cláudio Ribeiro e publicados no jornal O Povo (CE).

Clique aqui para ver as reportagens mencionadas  www.andi.org.br/timlopes

Informações:

ANDI – Agência de Notícias do Direitos da Infância

SDS – Ed. Boulevard Center, Bloco A sala 101

CEP: 70.391-900 – Brasília – DF

Telefone: (61) 2102-6513

FAX: (61) 2102-6550

E-mail: timlopes@andi.org.br

Site: www.andi.org.br  

Por: redação

Tags: Concurso, Geral, Imprensa