Geral

Foto: Divulgação O Rio Tocantins faz parte da 3ª bacia hidrográfica do país O Rio Tocantins faz parte da 3ª bacia hidrográfica do país
  • A água do Rio Tocantins é a fonte de energia da UHE Estreito

Neste domingo, 22 de março, comemora-se o dia mundial da água, recurso natural estimado em 1,36 bilhão de quilômetros cúbicos (km³) no planeta. Usada desde a antiguidade para gerar energia, a água é a principal matéria-prima da geração de energia no Brasil. Com um grande potencial hídrico, o país tem investido na construção de novas usinas hidrelétricas, como a Usina Hidrelétrica Estreito, que contribuirá para o crescimento sustentável nacional.

As obras da UHE Estreito estão localizadas na bacia Tocantins/Araguaia, a terceira maior bacia hidrográfica brasileira, que corresponde a 9% de água disponível no país. É da força das águas do Rio Tocantins que a Usina Hidrelétrica Estreito, um dos maiores projetos de geração de energia elétrica em construção no Brasil, vai gerar os 1.087 megawatts de energia, suficiente para abastecer uma cidade de 4 milhões de habitantes.

Essa energia, que será distribuída por meio do Sistema Interligado Nacional (SIN), atenderá à crescente demanda do país. Por ser uma das poucas fontes renováveis de energia, a água dos rios aproveitada nas hidrelétricas faz parte da matriz energética classificada como limpa no mercado internacional e por ser uma fonte de energia com baixo custo de suprimento se comparada com outras fontes como o carvão, petróleo, urânio e gás natural, por exemplo.

Ciente deste importante patrimônio natural nos aspectos econômico, social e ambiental, o Consórcio Estreito Energia (Ceste), por meio da Gerência de Meio Ambiente, desenvolve programas específicos voltados à água, respeitando à legislação ambiental que são executados por instituições conceituadas como a Universidade de Brasília (UnB), a Fundação Universidade do Tocantins (Unitins), Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ) e Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Essas instituições desenvolvem os programas de monitoramento da qualidade das águas, de macrófitas aquáticas, hidrogeológico, hidrossedimentométrico e ainda o monitoramento climatológico que avalia a intensidade das chuvas que alimentam o rio Tocantins.

Para o Gerente de Meio Ambiente do Ceste, Marcos Duarte, “a água é um recurso estratégico e de valor inestimável para a biodiversidade, seja para a produção de alimentos, a geração de energia e a própria vida. Para o Ceste a água da bacia hidrográfica do Tocantins/Araguaia é a matéria prima e fundamental na região devido a sua qualidade e quantidade. É importante preservar a água para garantir a sustentabilidade da região”, finaliza o gerente.

Fonte: Assessoria de Imprensa UHE Estreito