Palmas

O Presidente da Agência de Trânsito, Transporte e Mobilidade (ATTM), Silvio Cunha, recebeu em seu gabinete na tarde desta terça-feira, 9, representantes do Sindicato dos Taxistas da Capital. Na pauta a caracterização da frota e a fiscalização do uso de vans clandestinas e carros particulares como serviços de táxi na Capital.

O presidente do sindicato dos taxistas da capital, Manoel Batista do Nascimento Neto, popularmente conhecido por Caicó, solicitou da Agência um reforço na fiscalização do aeroporto e rodoviária. De acordo com Caicó, o uso de vans clandestinas e até carros particulares ainda é um problema para categoria. “Eles (clandestinos) usam até carros particulares para transportar passageiros”.

De acordo com a Diretor de Transporte da ATTM, Ednair Alves, a fiscalização já é realizada duas a três vezes por semana. “Já temos conhecimento de alguns veículos, número de placas e até fotos e já tomamos providência junto à Agência Reguladora de Transporte Rodoviário do Estado. Mesmo com a permanente fiscalização do órgão, é importante que a categoria denuncie, sempre que houver suspeita de carros clandestinos”.

Outro ponto da reunião foi a caracterização dos táxis. A ATTM apresentou a nova caracterização dos carros, que foi aprovada pela categoria, após a algumas alterações no layout.

Quanto ao aumento no preço da corrida de táxi na Capital, a categoria ficou de apresentar junto a ATTM, planilha com os índices de reajustes, que será avaliada pelo órgão.

O Presidente da categoria, Manoel Batista do Nascimento ressaltou a importante conquista da categoria. “A reunião foi propositiva, pois tivemos um avanço com a aprovação da caracterização dos táxis”. Finalizou. Já o presidente da ATTM, Silvio Cunha, avaliou a reunião como positiva. “Com a caracterização da frota a valorização da categoria pela população ainda será maior, e conseqüentemente o aumento dos serviços prestados”, concluiu Cunha.

Fonte: Ascop