Estado

O Consórcio Estreito Energia (Ceste), responsável pela implantação da Usina Hidrelétrica Estreito, recebeu uma nova certificação internacional denominada “Declaração de Cumprimento dos Princípios do Equador”, concedida pelo grupo Bureau Veritas Certification. A certificação declara que, na fase de licenciamento de operação da UHE Estreito, o Consórcio tem seguido a legislação vigente no Brasil e os parâmetros dispostos no documento “Princípios do Equador”, que trata de um conjunto de exigências sociais e ambientais. A declaração foi conferida ao Ceste após conclusão do 3º Ciclo de Auditoria de Responsabilidade Social e Ambiental e aos Princípios do Equador, realizado em janeiro de 2011.

De acordo com a declaração emitida pelo Bureau Veritas Certification, grupo que atua na área de certificação de sistemas de gestão da qualidade, segurança e meio ambiente, o Consórcio vem cumprindo as diretrizes contidas nos “Princípios do Equador”, para os programas ambientais inclusos no Projeto Básico Ambiental da Usina de Estreito, dentro das boas práticas de gestão e sustentabilidade. Os “Princípios do Equador”, que reúnem uma série de critérios sociais e ambientais, foram originalmente estabelecidos em outubro de 2002, em Londres, por uma iniciativa da International Finance Corporation (IFC).

Durante a auditoria realizada no empreendimento, foram feitas análises de documentos e publicações, entrevistas com gerentes dos programas ambientais e membros do poder público e da sociedade civil dos municípios alcançados pelo empreendimento, bem como foram realizadas visitas às diversas áreas que compõem a abrangência de instalação da Usina de Estreito, como as obras de recomposição das estruturas a serem interferidas pelo futuro lago da hidrelétrica.

No total, quatro auditores do Bureau Veritas Certification analisaram questões relacionadas à engenharia, aos meios físico e biótico, como também às ações socioeconômicas, de saúde e segurança. “O objetivo da auditoria foi constatar se o empreendimento atua dentro da conformidade legal, dos compromissos assumidos no licenciamento ambiental e dos Princípios do Equador”, explica Luiz Lima, auditor líder.

Para o Diretor-Presidente do Ceste, José Renato Ponte, a nova certificação comprova que o Consórcio vem mantendo a qualidade na gestão de implantação da Usina de Estreito de forma responsável, tendo como foco o compromisso socioambiental.“ Isso demonstra que estamos no caminho certo, trabalhando para gerar não só mais energia para o país, como também promover o desenvolvimento sustentável da região onde o empreendimento está inserido”, enfatiza.

José Renato ressalta também o cumprimento dos programas ambientais e das ações previstas na licença de operação do empreendimento, que estão garantindo mais benefícios para a comunidade local e contribuindo também para o conhecimento científico da região, com estudos sobre a fauna, flora, clima, solo e água. “É importante lembrar que os programas ambientais são executados por empresas e instituições conceituadas nas áreas específicas, bem como todos são diretamente fiscalizados pelo Ibama”, relata o diretor presidente do Consórcio acrescentando, ainda, que a Declaração conferida pelo Bureau Veritas Certification é mais um reconhecimento de conformidade social e ambiental conquistado pelo Ceste, resultado do esforço conjunto de todos os colaboradores envolvidos na implantação da Usina de Estreito.

Bureau Veritas Certification - inicialmente chamado de Bureau Veritas Quality Internacional (BVQI), o grupo internacional teve sua marca transformada, em 2007, para Bureau Veritas Certification, líder mundial e brasileiro no segmento de certificações. Dedicado à realização de serviços de avaliação de conformidade, nas áreas de Qualidade, Segurança e Saúde Ocupacional, Meio Ambiente e Responsabilidade Social, o grupo está presente em 140 países. O Bureau Veritas é reconhecido e acreditado pelos principais organismos nacionais e internacionais, com maior número de acreditações em todo o mundo. No Brasil, o grupo está credenciado pelo INMETRO para auditar e recomendar empresas a receber os principais certificados.

Fonte: Assessoria de Imprensa UHE Estreito

Por: Redação

Tags: CESTE, José Renato Ponte, UHE Estreito