Saúde

Foto: Marcos Vinicius Semus recomenda atividade física após sol forte Semus recomenda atividade física após sol forte

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), da Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus), expediu, nesta segunda-feira, 5, Boletim de Alerta recomendando à população reforço na proteção contra a radiação ultravioleta, que está em nível de máximo em Palmas.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) prevê radiação de índice 13 para os próximos dias, nível considerado muito alto, já que o grau máximo de radiação é 14. Os raios ultravioleta penetram profundamente na pele humana e são responsáveis por reações imediatas, como queimaduras, e a longo prazo, como o câncer de pele.

Exposição excessiva

Segundo o Boletim, a exposição aos raios de sol traz danos cumulativos à pele, que futuramente podem gerar lesões em grupos de exposição prolongada como trabalhadores rurais e frequentadores de praias. O Boletim de Alerta recomenda que crianças, grupo mais vulnerável, devam receber um cuidado especial pois em um ano se expõem, em média, três vezes mais ao sol que um adulto.

“Profissionais que permanecem longos períodos do dia expostos ao sol também devem ter mais atenção em atividades ao ar livre investindo na proteção com filtro solar, roupas, chapéus, óculos de sol e guarda-sóis”, enfatiza Ana Paula Marques, responsável técnica pelo CIEVS de Palmas. Segundo Ana Paula, mesmo durante o tempo nublado é importante se proteger, pois as nuvens não impedem a passagem dos raios ultravioleta.

Como se proteger

Para Ana Paula, “como vivemos em uma região tropical, óculos de sol não são apenas moda, mas outro forte aliado contra a radiação solar, pois o tecido ocular é extremamente sensível e a exposição direta aos raios UV pode gerar lesões graves ao olho, como queimaduras na retina” - acrescenta. Segundo ela, é importante usar óculos de sol com lentes certificadas, pois as falsificadas podem causar danos ao olho.

As principais recomendações para esse período são:

· evitar exercícios físicos entre 10 horas e 16 horas;

· escolher chapéus com abas largas, que cubram as orelhas;

· retocar o filtro solar a cada três horas para manter a fotoproteção,

· evitar permanecer diante de superfícies claras, como areia e paredes brancas, que refletem a radiação.

“A água também é um grande refletor de luz, por isso é importante que praticantes de esportes aquáticos também sigam as recomendações”, explica Ana Paula.