Polí­tica

Foto: Divulgação

O diretório do partido dos trabalhadores do município de Santa Fé do Araguaia reunido nesta semana decidiu tornar-se independente em relação a base do prefeito da cidade, Valtenis Lino (PMDB).

O partido alega que não recebeu resposta por parte do executivo municipal em relação a qual partido o mesmo preferia ter como aliado, PT ou PSDB. Uma resolução do diretório nacional do PT proíbe coligação com o PSDB em todo território nacional nessas eleições.

O PT tinha dado um prazo a Valtenis para que o mesmo se posicionasse até dia 30 de abril. Segundo o presidente do partido no município vereador professor Rubens, não foi dada nenhuma resposta por parte do prefeito, sendo que o silêncio do prefeito não foi bem visto pelos membros do diretório.

O partido entende que pela histórica relação entre PT e PMDB no município, o gestor deveria pelo menos responder o oficio que lhe foi enviado. Além de se declarar independente o partido entregou a liderança no poder legislativo que exercia através do vereador professor Rubens.

Nessa quarta-feira,2, o presidente do partido fez uma reunião com os pré-candidatos aliados a Valtenis para explicar sobre a decisão do partido. Nessa reunião Rubens juntamente com o coordenador regional do PT João Batista, deixaram claro que a coligação é proibida com o PSDB, já com partidos como PMDB, PSD, PTN, PR, PP, PMN e outros que são aliados do governo federal, o partido está livre para fazer coligações.

Na mesma reunião, Rubens mencionou que sempre vai obedecer a decisão de seu partido, mesmo que a decisão contrarie uma posição pessoal sua, pois o mesmo é partidário. Após a reunião, Rubens disse que vai buscar apoio de todos os partidos acima citados, e não medirá esforços junto as lideranças locais do PMDB, como também através das lideranças regionais, para receber apoio, tendo em vista que o PMDB é um histórico aliado do PT nas três esferas: municipal, estadual e federal. (Com informações do PT de Santa Fé do Araguaia)