Saúde

O secretário Estadual de Saúde, Nicolau Esteves vai esclarecer os motivos do rompimento contratual do governo com a Pró-Saúde durante entrevista coletiva no final da tarde desta quinta-feira, 17, na sede da pasta.

A Sesau ainda não se manifestou sobre o assunto. A notícia do rompimento foi dada pela Pró-Saúde que alega ainda falta de pagamento por parte do Estado e ainda falta de condições de cumprir as cláusulas contratuais.

O governo já vinha dando sinais de que a parceria com a OS não estava indo bem.

A instituição foi contratada para gerir 17 dos 19 hospitais do Estado.