Estado

Foto: Divulgação

Com a presença da prefeita Teresa Martins (PDT), do vice-almirante da Marinha do Brasil, Edlander Santos, dos vereadores Sarah Mourão (PT) e João Justino, do superintendente do Núcleo de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego, José Celso Carbonar, da presidente da Consaúde, Luciana Pereira de Souza, a comitiva do Projeto Rondon e a sociedade civil foi realizado o Fórum de Economia Solidária.

O evento objetivou a discussão da economia solidária em Porto Nacional, bem como a apresentação de um pré-Projeto de Lei de Economia Popular Solidária (PPLES) - construído pelo Projeto Rondon junto às lideranças de iniciativas de economia popular solidárias já existentes - para o Município. O Fórum aconteceu na Câmara de Vereadores, na manhã dessa quinta-feira, 26.

A ideia do Fórum surgiu a partir da percepção da existência de várias iniciativas na área que, apesar de estarem realizando atividades, não tinham uma política pública que abrangesse suas demandas, como espaços públicos para a comercialização de seus produtos, o desenvolvimento da coletividade entre estas organizações e o auxílio financeiro de iniciativas públicas e privadas.

A vereadora Sarah Mourão assumiu a responsabilidade de acolher o projeto e levá-lo para discussão, tendo inclusive sugerido que a prefeitura disponibilizasse um espaço específico no Mercado Público para a instalação do Centro Municipal de Economia Solidária.

Autoridades e a comunidade participante manifestou apoio ao projeto, caracterizando então a realização do objetivo principal do Projeto Rondon, que é a formação de multiplicadores e a continuidade das atividades executadas durante as operações.

Foram entregues cópias do PPLES para a Prefeitura, vereadores e demais presentes.

Visita

A prefeita Teresa Martins e sua comitiva junto ao vice-almirante da Marinha do Brasil, Edlander Santos visitaram os resultados finais do Projeto Rondon, na Praça do Centenário, em Porto Nacional. As equipes do Projeto fizeram a explanação de todo o trabalho desenvolvido de 17 a 25 de julho, no Município.

Projeto Rondon no Tocantins

O Projeto Rondon desenvolve no Tocantins a operação denominada “Capim Dourado”. Entre os dias 13 a 29 de julho, cerca de 300 rondonistas (acadêmicos voluntários) vindos de diversos Estados do Brasil desenvolvem um conjunto de atividades educacionais que buscam soluções para contribuir com o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes.

Cultura, direitos humanos, justiça, saúde, comunicação, tecnologia e produção, meio ambiente e trabalho estão entre as temáticas trabalhadas pelos universitários.