Estado

Foto: Luciano Ribeiro Governador Siqueira Campos, secretário-chefe da Casa Civil, Renan de Arimatéia, secretário Paulo Massuia e o vice-presidente do Sistema Fieto, Luciano de Carvalho Governador Siqueira Campos, secretário-chefe da Casa Civil, Renan de Arimatéia, secretário Paulo Massuia e o vice-presidente do Sistema Fieto, Luciano de Carvalho

O governador Siqueira Campos assinou na manhã desta quarta-feira, 24, autorização para abertura de processo licitatório de infraestrutura no Distrito Industrial, na quadra 512 Sul (antiga Arse 55), em Palmas. O setor será contemplado com obras de terraplanagem, drenagem das ruas e asfaltamento das vias, conforme informou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Paulo Massuia.

Ao todo serão investidos R$ 2,7 milhões, com recursos do Conselho de Desenvolvimento Econômico da Sedecti. A estruturação na quadra é uma demanda antiga dos empresários instalados no local e beneficiará diretamente mais de 100 empreendedores, segundo Ederaldo Alves Fernandes, diretor geral da Locoel Locações e Equipamentos. “Esta é uma iniciativa muito importante. O governo está fazendo a parte dele e isso vai nos ajudar demais”, comemorou.

Representante informal do empresariado da 512 Sul, a proprietária da empresa Oliveira Potência Diese, Walkyria Rosa de Oliveira Alves, destacou as dificuldades em manter a empresa instalada no Distrito Industrial. Para a empresária, as obras possibilitarão o aumento nos investimentos no local. “Nós só podemos funcionar se tivermos uma estrutura mínima de asfalto, água e luz. O que tem de ruas no local, fomos nós que abrimos, com nossos esforços”, lembrou.

Ao abrir a reunião, que contou com a participação de representantes de diversas entidades ligadas à iniciativa privada, o governador destacou que seu governo será parceiro do empresariado. Citando o slogan de sua gestão, “O Estado da Livre Iniciativa e da Justiça Social”, Siqueira Campos afirmou que não deixará o empresariado desamparado. “Enquanto eu estiver no Governo, vocês serão parceiros fortes”, dirigiu-se aos convidados.

Dentro deste contexto, aproximar a classe empresarial das obras sociais estabelecidas pelo Governo se tornou uma medida a ser adotada. Em sua fala, Siqueira destacou especial atenção a iniciativas que possibilitem a distribuição de renda, viabilizando maior poder de compra por parte das camadas mais pobres da sociedade. “Quando a base da pirâmide social é boa, a economia naturalmente cresce”, disse.

Melhorias

Oriundo da classe empresarial, o secretário Massuia lembrou as demandas da iniciativa privada e a importância da categoria para o crescimento econômico do Estado. “Esta é uma demanda antiga dos empresários, que estamos atendendo e ainda pretendemos ampliar”, completou. (ATN)