Polí­tica

Foto: Divulgação

A retirada do nome do ex-ministro e secretário de Desenvolvimento Econômico, Borges da Silveira (PSL) do grupo de pré-candidatos da terceira via gerou repercussão no grupo. Borges alegou que está passando por um tratamento de saúde e por isso não vai mais manter o nome como pré-candidato.

Procurado pelo Conexão Tocantins o pré-candidato do PT, Nicolau Esteves lamentou a saída de Luiz Carlos Borges da Silveira e destacou o perfil do ex-ministro que o credenciava a ser um dos pré-candidatos com melhores condições para ser o candidato do grupo. “É uma pena não podermos contar com a figura do ex-ministro Borges da Silveira no leque de pré-candidatos ao Governo do Estado. A larga experiência acumulada ao longo de sua vida pública, a sua capacidade como gestor e o compromisso que sempre demonstrou com o Estado do Tocantins, são credenciais que legitimavam a apresentação de seu nome pelo PSL. Temos certeza de que, mesmo não sendo candidato, o ex-ministro continua firme no propósito de construir a chamada terceira via no Tocantins, formada por partidos e lideranças políticas que querem promover uma verdadeira mudança no modelo de gestão vigente há 25 anos no Estado”, afirmou.

Nicolau reiterou que mantém seu nome e considera que neste momento consolidar o projeto é mais importante que definir o nome. “De nossa parte, continuamos empenhados na construção de um projeto de desenvolvimento para o Tocantins, com sustentabilidade e justiça social. Neste momento, mais importante do que discutir nomes é consolidar a terceira via e unir partidos e a sociedade em torno deste projeto”, disse.

Além de Nicolau continuam como pré-candidatos do grupo Roberto Magno Martins Pires do PP e Marco Antônio Costa do PSL.