Polí­tica

Foto: Divulgação

O candidato ao Governo do Estado pelo Psol, Joaquim Rocha viajou para Brasília na manhã desta segunda-feira, 14, para conversar com o diretório nacional do partido sobre o pedido de impugnação de sua candidatura feito pelo Ministério Público Eleitoral ao Tribunal Regional Eleitoral. O candidato deve retornar a Palmas nesta próxima terça-feira. 

“Nós vamos só explicar para o partido que o que está acontecendo é só uma situação que o próprio TRE colocou em função do posicionamento que a gente está tendo, nós temos um posicionamento crítico, e eles reabriram uma situação que já estava vencida”, afirmou ao Conexão Tocantins.

Apesar do pedido de impugnação da sua candidatura, o candidato afirma que a única mudança que pode ser constatada em relação às candidaturas ao Governo do Estado é sua na majoritária do Psol. “A mudança mesmo é o Psol, os outros são só uma situação de conveniência. A origem é a mesma, todos eles já estiveram do mesmo lado, todos eles se auto ajudaram, já tiveram origem numa composição”, alfinetou.

Joaquim Rocha foi condenado pelo Juízo Eleitoral da 29ª Zona Eleitoral, com trânsito em julgado na data de 29.10.2009 (RESP Nº 35785-TO), pela prática do crime previsto no artigo 350 do Código Eleitoral em razão da existência de declarações falsas na documentação apresentada para a prestação de contas de campanha ( art. 1º, I, alínea “e”, da Lei Complementar nº 64/90).

Por: Redação

Tags: Eleição 2014, Joaquim Rocha, Psol