Polí­tica

Foto: Divulgação Segundo Joaquim Maia, dependendo do grupo do Partido Verde, a posição tem sido de apoiar Claudia Segundo Joaquim Maia, dependendo do grupo do Partido Verde, a posição tem sido de apoiar Claudia

Em entrevista ao Conexão Tocantins na tarde desta sexta-feira, 12, o vereador de Palmas, Joaquim Maia (PV), confirmou ao Conexão Tocantins que Cláudia Lelis, esposa do deputado estadual Marcelo Lelis (PV), é fortemente cotada para substituir o marido na vaga para a disputa ao cargo da vice-governadoria da coligação "A Experiência Faz a Mudança", que tem como candidato ao Governo do Estado, o ex-governador Marcelo Miranda (PMDB).

Joaquim maia disse que o nome de Claudia está sendo bastante debatido nas reuniões do partido. “O nome dela tem sido colocado fortemente lá no PV e com o apoio do grupo que tem entendido que o caminho seria com ela. Tudo indica que, dependendo do grupo do Partido Verde, a posição tem sido de apoia-la nisso”, afirmou.

Segundo Joaquim Maia não foi Marcelo Lelis que indicou ou impôs a mesma como uma possibilidade de vice. “Não é imposição dele não, muito pelo contrário, é exatamente pelo próprio apoio que a militância tem em relação a ela, pelo acesso que ela tem com a militância do PV aqui em Palmas”, afirmou.

Ainda segundo o vereador, o Partido Verde está entendendo que Claudia representa o que o Lelis representa para o PV. Segundo ele, Claudia personifica o deputado e representara bem o candidato na caminhada política. “Até porque esse sentimento com essa saída do Lelis é muito forte. A gente tem esse entendimento que a caminhada tem que ser ligada a ele, tem que mostrar o valor do Lelis dentro processo”, disse.

O Conexão Tocantins ligou por diversas vezes para ouvir o deputado Marcelo Lelis, porém as ligações não foram atendidas.

Entenda

Até a noite desta última quinta-feira, 11, o pevista Marcelo Lelis era o candidato a vice-governador da coligação "A Experiência Faz a Mudança", mas teve seu registro de candidatura impugnado em julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O TSE manteve a inelegibilidade de Marcelo Lelis foi decretada em julgamento no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO). O deputado, então, renunciou de sua candidatura, segundo ele, para evitar instabilidade política dentro da coligação.