Palmas

Foto: Antônio Gonçalves

Está marcada para acontecer às 16 horas desta quinta-feira, 23, na Galeria JK Center, uma assembleia com os comerciantes e empresários da Avenida Jk, da Quadra 104 Norte e 104 Sul para tomada de decisões contrárias ao Estacionamento Rotativo Pago no centro de Palmas. Segundo informou em entrevista ao Conexão Tocantins o comerciante e um dos líderes do movimento Marcos Tenório, a reunião tem o objetivo de organizar uma manifestação para o próximo dia 29 de abril.

"A reunião é para organizar para manifestação dia 29 que a gente está pretendendo fechar a Avenida JK. O comércio ficará fechado até o meio dia. Vai ser fechado em protesto, a gente vai pra rua e não vai deixar ninguém entrar na avenida", afirmou Tenório. Segundo ele, a Polícia Militar e os órgãos competentes serão solicitados para que a manifestação seja pacífica. 

O representante ainda disse ao Conexão Tocantins que já houve diálogo demais com a Prefeitura de Palmas e que nada proposto pela classe foi atendido até então. "Já conversamos demais com eles e nada do que a gente sugeriu ou opinou, nada foi respondido, pelo contrário, só piorou. E aí não tem outra alternativa porque a gente conversou e foi tempo perdido porque só fizeram a gente, como diz o ditado popular, de besta mesmo. Mas temos que passar por esse processo de conversar, sugerir negociar, e na verdade não fomos ouvidos em nada, pelo contrário, só mais espremidos ainda", posicionou. 

Marcos Tenório afirma que o Estacionamento Rotativo Pago de Palmas é apenas no intuito de beneficiar a empresa responsável por ele. A empresa que explora o sistema é a Infosolo Informática Ltda. 

O movimento dos comerciantes contrários ao estacionamento rotativo agora tende a ampliar e ficar mais forte com a entrada dos comerciantes das quadras 104 Norte e 104 Sul. 

Críticas a Acipa e CDL 

Ao ser questionado sobre a participação da Câmara de Dirigentes Lojistas de Palmas (CDL) e a Associação Comercial e Empresarial de Palmas (Acipa) na reunião de hoje, Marcos Tenório aproveitou para lançar críticas. "Acipa e CDL na verdade não estão nos representando em nada, só pra aparecer na foto e na imprensa, só. Na verdade eles estão do lado da Prefeitura", criticou. 

Também em entrevista ao Conexão Tocantins, o empresário Elvio Quirino reafirmou a não participação da CDL e da Acipa no movimento. "Não tem negócio de Acipa de CDL",  e continuou: "Não vamos ficar perdendo tempo. A Prefeitura já pôs a posição dela. A Prefeitura diz que não tira um vírgula e a coisa caminha para o enfrentamento", afirmou.