Estado

Foto: Elias Oliveira

Os visitantes do 9º Salão do Livro mostram-se satisfeitos com a diversidade da programação e as obras disponíveis no evento que está sendo realizado desde o dia 19 deste mês e segue até 27 próximo, no Centro de Convenções Parque do Povo, em Palmas. Este ano, o Governo do Estado realiza o Salão do Livro com uma estrutura mais enxuta, mantendo a qualidade da programação. Com esta versão, reduzida em comparação com edições anteriores, espera-se economizar mais de 60%. Ao todo, estão sendo investidos cerca de R$ 4,7 milhões.   

O professor Roberto Pereira Carvalho trouxe toda a família para conferir a nova roupagem do Salão do Livro. Para ele, a economia gerada com a montagem no Centro de Convenções, mostra a preocupação do Governo do Estado em garantir a continuidade do evento, evitando gastos demasiados.  “Com a atual situação econômica que vive o país, é muito bom ver que existe esse cuidado de não desperdiçar os recursos e aproveitar o espaço que já existe. Sobre os livros, como sempre, muitas opções, preços também estão muito bons e por isso tantas sacolas”, frisou.

O educador Almecides da Silva viajou mais de 500 km, de Goiatins a Palmas, para prestigiar o Salão do Livro e comemorou a realização do evento neste ano. “Eu sempre fiz questão de participar e os dois anos que não aconteceu foi muito frustrante, porque é um evento que a gente já espera, e que é sempre muito bom. Eu considero uma vitória ter o Salão do Livro este ano. Se é num espaço menor, não tem importância. O que conta são as experiências boas que o evento traz e claro, a oportunidade de comprar livros, com preço mais acessíveis”, destacou.

A estudante universitária Rosana Dias Carvalho, de 19 anos, mora em Palmas e veio ao Salão para comprar livros específicos da área de Engenharia Elétrica, mas saiu carregada de obras para a família e amigos. “Os preços estão bons e tem livros que não se encontram com tanta facilidade nas livrarias daqui. São livros para mim, para amigos, parentes. Estava meio desanimada para vir por causa do calor, mas está valendo a pena. Pelo pouco que pude ver hoje a programação está muito boa. Quero voltar para participar das palestras e também sos shows”, avaliou.

Rodeada de livros, a pequena Michele Alves Tavares, veio de Porto Nacional com os tios especialmente para o Salão do Livro. A menina de 3 anos, estava empolgada com as aquisições, dentre elas, estava o clássico “O Pequeno Príncipe” de Antoine de Saint-Exupéry. Mesmo ainda sem saber ler, a pequena sempre recebeu estímulos da família, o que despertou cedo o interesse dela pelos livros. “Gosto muito de historinhas e já sei escrever meu nome”, contou. O tio, Walfrido Gomes da Silva, explicou que a paixão pela literatura foi herdada da mãe, professora. “Ela sempre leu para a Michele desde que nasceu. Todo dia, ela só dorme depois de ouvir uma história e está doida para começar a estudar para ler sozinha”, relatou.