Turismo & Lazer

Foto: Divulgação

Os membros do Fórum Estadual de Turismo (Foestur) reuniram-se na tarde dessa segunda-feira, 18, na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden). Na reunião, conduzida pelo presidente do Fórum e titular da pasta, secretário Alexandro de Castro Silva, foram apresentados os últimos encaminhamentos do Programa de Regionalização do Ministério  do Turismo  no Tocantins e a Categorização dos municípios turísticos do Estado, bem como o Projeto de Infraestrutura para o setor.

No que se refere ao Programa de Regionalização e à Categorização dos municípios turísticos do Estado, foi destaca a importância do enquadramento dos municípios aos critérios mínimos estabelecidos pelo governo federal, para que possam ter acesso aos recursos disponíveis para investimentos neste setor.

Na oportunidade, o secretário Alexandro de Castro destacou o importante Projeto de Infraestrutura para o Turismo, desenvolvido pela Seden, cujo financiamento de U$ 72 milhões já foi aceito pela CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina , que contempla a pavimentação asfáltica de 200 km na região do  Jalapão, partindo de Lagoa do Tocantins e passando por São Félix e Prata, até Mateiros; assim como a melhoria e ampliação do sistema de saneamento básico – captação e tratamento de esgoto – nesse último município. “No projeto também está incluída a construção do Centro Turístico em São Félix, a implantação do Parque Ecológico do Alecrim, em Rio Sono, e a implementação de toda a sinalização turística necessária na região”, acrescentou o secretário.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento Turístico da Seden, James Possapp, o projeto não demorará a entrar em execução, faltando a aprovação do financiamento pelo Senado para que seja iniciado o processo licitatório. Após essa fase, conforme avalia,  terá inicio a execução, que deverá ser concluída no prazo de 30 meses.

“A reunião foi muito válida, participativa. Ficou registrado o interesse e o posicionamento dos diversos órgãos, e a retomada das reuniões do Fórum, com participação efetiva dos seus membros, é um passo importante para o desenvolvimento do setor”, avaliou o superintendente.

 A revisão e adequação do Regimento Interno Foestur também foi discutida na reunião. Após esta adequação, os membros deverão voltar a se reunir para eleger a vice-presidência do Fórum.