Estado

Foto: Divulgação

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, lamentou, por meio de nota, a morte da jornalista Maria Arienar da Silva, 50 anos de idade, na noite dessa quarta-feira, 1° de março. A jornalista morava no Estado desde 1993 e passava por tratamento contra um câncer no estômago, em Teresina - Piauí. 

O câncer foi descoberto após exame de rotina em setembro do ano passado. A jornalista passou por cirurgia no último dia 27, em Teresina, sendo realizado o procedimento de retirada do estômago. No dia 28, constatou-se água na pleura, membrana que envolve o pulmão, e após outra cirurgia, agora para a retirada do líquido, houve complicações e Maria Arienar acabou falecendo. 

Para Miranda, o Tocantins perde uma grande representação no jornalismo e na publicidade. "Seu trabalho, nessas duas áreas, retrata a contribuição dessa piauiense no jornalismo e no meio publicitário no Estado, onde atuava desde 1992. Aos familiares e amigos, desejamos, Dulce e eu, que Deus dê o conforto necessário a todos neste momento de tristeza e de dor". 

A Assembleia Legislativa do Tocantins (AL/TO), por meio do presidente Mauro Carlesse, também lamentou. "A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, lamenta o falecimento, nesta quarta-feira, 1º de março de 2017, da jornalista e publicitária Maria Arienar, 50 anos, após cirurgia para retirada de um câncer no estômago, em Teresina Piauí. Também se sente profundamente consternada com os recentes óbitos dos jornalistas Iberê Barroso e Olga Cavalcante, ocorridos na última semana, em Palmas". 

Na página da rede social Facebook, de Arienar, amigos lamentam o falecimento da jornalista. O corpo de Maria Arienar está sendo velado em Teresina e será sepultado na cidade de Francisco Santos, cidade natal da jornalista.

Três jornalistas 

Em menos de 10 dias, o Tocantins perdeu três jornalistas pioneiros e importantes ao Estado. Na noite do dia 24 de fevereiro, a jornalista Olga Maria Bezerra Cavalcante, 66 anos, faleceu, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Na noite do último dia de fevereiro, 28, quem faleceu foi o jornalista Iberê Barroso, 83 anos, após sofrer uma parada cardíaca. Iberê foi diagnosticado com um tumor no pulmão. 

Confira nota do governador na íntegra 

O Tocantins perde uma grande representação no jornalismo e na publicidade, com o falecimento da profissional e pioneira Maria Arienar da Silva. Seu trabalho, nessas duas áreas, retrata a contribuição dessa piauiense no jornalismo e no meio publicitário no Estado, onde atuava desde 1992.

Aos familiares e amigos, desejamos, Dulce e eu, que Deus dê o conforto necessário a todos neste momento de tristeza e de dor. 

Marcelo Miranda

Governador do Tocantins

____________________________________

Nota de Pesar AL/TO 

A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, lamenta o falecimento, nesta quarta-feira, 1º de março de 2017, da jornalista e publicitária Maria Arienar, 50 anos, após cirurgia para retirada de um câncer no estômago, em Teresina Piauí. 

Também se sente profundamente consternada com os recentes óbitos dos jornalistas Iberê Barroso e Olga Cavalcante, ocorridos na última semana, em Palmas.

E assim, registra seu reconhecimento a todos esses profissionais que deixaram lições inestimáveis  na comunicação  tocantinense,  especialmente nas áreas turismo, cerimonial e publicidade.

O Parlamento tocantinense apresenta suas condolências aos familiares e toda categoria nesta hora de profundo pesar.

Mauro Carlesse

Presidente da Assembleia legislativa

(Matéria atualizada às 12h06min)