Araguaína

Foto: Marcos Filho e Leila Mel  Prefeito Ronaldo Dimas mostra aos técnicos estrangeiros um dos pontos onde será implantada uma bacia de detenção no setor Vila Goiás Prefeito Ronaldo Dimas mostra aos técnicos estrangeiros um dos pontos onde será implantada uma bacia de detenção no setor Vila Goiás
  • Dimas e a equipe técnica da Prefeitura ainda apresentou à missão CAF detalhes do projeto enviado ao banco

“De um ponto de vista comparativo, CAF executa muitos programas deste tipo, que tratam de desastres naturais, inundações, e temos visto que em nível de preparação, da equipe técnica e do projeto, Araguaína está muito bem em estratégia e a aplicação do programa tem sido fantástica”. Foi o que afirmou o chefe da missão do Banco de Desenvolvimento da América Latina CAF (Corporação Andina de Fomento), Jean-Igor Michaux, após avaliar as obras do programa de drenagem urbana e desenvolvimento sustentável do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína.

A missão CAF esteve na cidade de terça-feira, 15, até esta sexta-feira, 18. Com uma equipe de oito engenheiros de vários países, a missão visitou 38 pontos em obras, inclusive com sobrevoos de helicóptero, uns com obras em execução e outros que receberão obras com recursos de mais de R$ 300 milhões pelo banco.

“A gente pode perceber que Araguaína hoje é um canteiro de obras, o programa vem justamente para complementar o que já está sendo feito, é um programa muito importante no ponto de vista ambiental, porque prevê a preservação de áreas que estão degradadas”, citou o executivo do setor público da CAF, Diego Vettori.

Vettori também falou da importância do investimento na cidade para a qualidade de vida da população. “O projeto prevê também a drenagem de áreas que precisam deste investimento, criação de parques, então, além da questão da infraestrutura, o programa vai propiciar também espaços de entretenimento que a população precisa”.

Próximos passos

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, explicou sobre os próximos passos até o início das obras. “Procuramos a CAF, tivemos uma boa receptividade, no Governo Federal também foi pré-aprovado e agora estamos recebendo a visita da missão CAF. A expectativa é de, assim que passar as chuvas, final de abril do ano que vem, dar andamento a várias obras que têm um cronograma extenso, são praticamente quatro anos de obras”.

Dimas acrescentou que já a partir da semana que vem serão preparados os termos de referência para publicação de editais de licitação para projetos executivos de várias obras que serão realizadas. “Eventualmente na sequência e espero que ainda este ano a gente consiga licitar a construção dessas obras, isso vinculado à realização do contrato”.

Águas de Araguaína

As obras do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína recuperarão todos os afluentes que fazem parte das bacias dos córregos Neblina e Jacuba, que atravessam a cidade.  

Diretamente mais da metade dos cerca de 170 mil araguainenses e dos R$ 2 milhões de pessoas da região que visitam a cidade frequentemente serão beneficiados com drenagem, pavimentação, canalização de córregos e construção de novas avenidas no entorno dos canais que facilitarão a locomoção da população.

Ainda serão construídas áreas de lazer e preservação com três parques e quatro bacias de detenção da água das chuvas, que pretendem resolver os problemas de inundações e alagamentos.

CAF

A CAF é um banco multilateral de desenvolvimento da América Latina e tem 19 países acionistas, incluindo o Brasil. O objetivo do banco é fazer investimentos em infraestrutura, saneamento, drenagem, pavimentação, urbanização, recuperação ambiental, saúde e educação para desenvolvimento dos municípios.