Meio Ambiente

Foto: Divulgação

Ary Vaz que é chefe do Departamento de Tecnologias Especiais do Cepel – Centro de Pesquisas de Energia Elétrica já confirmou a palestra sobre a Importância do Atlas Regional para Energia Solar e Eólica. O Seminário será realizado dia 19 de outubro, dentro da programação do AmazonTech 2011.

Segundo Vaz, para a implantação do sistema de energia eólica é fundamental a abundância de ventos e também um parque eólico de fácil acesso, pois o transporte dos componentes é complexo. Já no caso da energia solar, o local ideal depende do tipo de geração que se pretende fazer. “Em todas as possibilidades, a proximidade a uma rede de transmissão ou de distribuição, dependendo da quantidade de energia gerada, é outro fator importante a ser considerado quando se pensa num parque eólico ou solar”, explica o especialista.

Ary Vaz acredita que o Brasil está bastante avançado na exploração da energia eólica e começa a se estruturar para explorar a energia solar para fins de geração de energia elétrica.O retorno financeiro é garantido, assegura Vaz, que completa que “a garantia de compra da energia elétrica produzida através de contratos de longo prazo torna a participação dos investidores nos leilões atrativa para eles”, disse.

Para assegurar este investimento em parques de energia solar e eólica, Vaz também lembra que existem inúmeros benefícios, dentre eles o ambiental. “No entanto, há outros benefícios, tais como a diversificação da nossa matriz energética e o auxílio à economia da água dos reservatórios das usinas hidrelétricas”.

Sobre o papel dos governos no fortalecimento do setor, o chefe do Departamento de Tecnologias Especiais, explica que primeiramente é preciso fazer um mapeamento dos recursos. “Saber se há ventos que justifiquem a construção de usinas eólicas e também de radiação solar que justifique a construção de uma usina solar. Além disso, é necessário facilitar o acesso a locais com potencial para abrigar uma usina eólica ou solar”, esclareceu.

Seminário

O evento é promovido pela Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário e pretende fomentar um debate sério para o crescimento do setor. Ao todo, serão ministradas 11 palestras, dentre os temas: ‘Mercado e Tendências no uso de biocombustíveis’, ‘O Desafio e o Uso de energia limpa em comunidades isoladas da região Norte’e ‘Lixo: oportunidades de geração de energias, emprego e renda’. (Ascom Seagro)