Polí­cia

Foto: Divulgação

O Quartel do Comando Geral da Polícia Militar está ouvindo testemunhas no inquérito militar número 012/2012 que apura a conduta do presidente da Associação dos cabos e Soldados, Geovane dos Santos.

O presidente é alvo de uma sindicância em razão das declarações que fez a vários veículos de imprensa relatando más condições de trabalho de alguns policiais militares bem como falta de diálogo por parte do Comando. Desde janeiro várias associações que representam a categoria levantaram várias insatisfações principalmente com relação a carga de trabalho dos militares.

Jornalistas que fizeram matérias sobre o assunto foram notificados pelo Comando Geral a serem testemunhas no inquérito contra o presidente da Associação.