Cultura

Foto: Adilvan Nogueira

O aposentado Augustinho Batista fez sucesso na manhã do domingo, 20, durante o lançamento de três obras literárias no Café Literário do 9º Salão do Livro. Os livros são: Histórias de Juricaba, Lendas Marajoara e Poemas da Vida na Aula de Neide Osório.

Para editar e imprimir as três obras e realizar o seu sonho de ser escritor, Augustinho catou 123 mil latinhas, durante três anos, cuja renda foi utilizada para a edição dos livros e lançamentos de dois CDs.

Augustinho nasceu na Ilha do Marajó, Pará, trabalhou como seringueiro há 30 anos e durante esse período nunca tinha ido a uma escola, aprendeu apenas a rabiscar poucas palavras e ler algumas linhas. Mas ao chegar a Palmas, há 8 anos, foi convidado a ingressar na Faculdade da Melhor Idade e, daí, os seus livros que eram apenas sonhos tornaram-se realidade.

“Sinto-me feliz em lançar esses livros neste espaço, em contar minha história, pois, é à escola e aos professores que tenho muito o que agradecer por ter transformado minha vida. A universidade nos valoriza e nos faz ser mais felizes”, frisou Augustinho.

“Augustinho é um exemplo de vida, temos muito orgulho dele. Vejo a sua história com emoção, pelo sacrifício que fez para chegar onde chegou. Um homem que nasceu no interior e hoje se transformou num escritor”, contou Valdecy Ferreira dos Santos, um dos seus colegas que veio prestigiar o lançamento.

O Café Literário do 9º Salão do Livro conta com uma programação variada das 10h às 21h. A programação completa está disponível no site www.salaodolivro.to.gov.br. O 9º Salão do Livro é uma realização do Governo do Estado por meio das Secretarias da Educação e da Cultura.