Estado

Foto: Divulgação

Após semanas de intensa negociação, o Governo do Estado, por meio das secretarias da Administração e da Fazenda, confirmou nesta quinta-feira, 22, a continuidade dos trabalhos referentes ao concurso da Defesa Social. O montante devido à Fundação Professor Carlos Bittencourt (Funcab) - empresa realizadora do certame - será pago em parcelas, sendo que a primeira, no valor de R$ 400 mil, será liberada nos próximos dias.

“Entramos em negociação com a Funcab, chegamos a um acordo e já estamos fazendo o primeiro pagamento nos próximos dias”, reitera o secretário da Administração, Geferson Oliveira Barros Filho, completando que o próximo passo será a divulgação do resultado e de um novo cronograma. “Estamos atendendo tanto o interesse dos candidatos, quanto cumprindo uma determinação do governador Marcelo Miranda”, completa.

Entenda

No último dia 7 de janeiro, data prevista para a publicação do resultado do concurso, a Funcab anunciou a interrupção do certame, em função de uma dívida de R$ R$ 2.360.000.00, deixadas pela gestão passada do governo estadual, referente a duas parcelas do contrato vencidas, respectivamente, nos meses de novembro e dezembro de 2014.

Imediatamente, a Secad iniciou negociação para a manutenção do certame, bem como a apuração do desvio dos recursos, já que do valor total arrecadado com as inscrições havia apenas R$ 62 mil em caixa.

“Esta é uma clara demonstração de que o Governo está resolvendo os problemas do Estado”, afirma Barros Filho, enfatizando a parceria com a Secretaria do Planejamento e a Secretaria da Fazenda, a compreensão da Funcab em relação ao que o Estado passa, e a cooperação do Ministério Público. “Além das medidas adotadas para a apuração dos fatos ocorridos em relação ao dinheiro que não estava na conta”, conclui.

Mais de 42 mil pessoas se candidataram para as 1.292 vagas oferecidas, distribuídas em 19 cargos.