Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Araguaína

Foto: Charles Michael De acordo com o vereador quase todos os dias os veículos de comunicação noticiam a falta de sangue no hemocentro de Araguaína De acordo com o vereador quase todos os dias os veículos de comunicação noticiam a falta de sangue no hemocentro de Araguaína

Foi protocolado na manhã dessa quarta-feira 24, pelo vereador Marcus Marcelo (PR), presidente da Câmara Municipal de Araguaína, Projeto de Lei que institui incentivos para a doação voluntária de sangue no município de Araguaína.

De acordo com o projeto, o doador de sangue que comprovadamente realizar pelo menos três doações - no caso de homens - e duas doações - no caso de mulheres -, no período de 12 meses, ficará isento do pagamento de taxas como de inscrição em concursos públicos para provimento de cargos ou emprego público, efetivo ou temporário, da administração pública municipal.

O doador também não pagará taxas de exames e provas para registro em conselhos ou outras entidades de fiscalização do exercício profissional no âmbito da administração pública municipal. 

A lei também beneficiará servidores públicos do município. O doador de sangue que for funcionário público terá acrescido um dia em suas férias para cada doação realizada, em cada período aquisitivo, tendo como limite quatro doações por ano.

De acordo com o vereador, quase todos os dias veículos de comunicação noticiam a falta de sangue no hemocentro de Araguaína. São muitos casos de familiares e amigos de pacientes que, aflitos, buscam doadores para atender situações de urgência e, muitas vezes, não os conseguem. 

Segundo Marcus, a falta de sangue nos serviços de saúde no Brasil constitui-se em um sério problema de saúde pública. “Com este projeto acredito que estaremos de alguma forma ajudando, pois estamos incentivando mais e mais pessoas a se tornarem doadoras de sangue”, afirmou.