Polí­cia

Foto: Dennis Tavares

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da equipe plantonista da Central de Flagrantes de Paraíso efetuou, na manhã deste último sábado, 10, a prisão de Vaninho de M. S., de 31 anos de idade.

Ele é foragido da Comarca de Miranorte, onde responde pelo crime de estupro de vulnerável e foi capturado, mediante cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva, quando se encontrava em uma residência, no Setor Oeste.

Conforme o Delegado plantonista José Carlos Garcia, Vaninho havia fugido do regime semiaberto e a ação que resultou em sua prisão teve início depois que os policiais civis foram atender uma denúncia anônima de que um homem estaria mantendo sua esposa em regime de Cárcere Privado, proibindo-a de sair de casa ou de entrar em contato com familiares e amigos.

Desta maneira, o delegado, juntamente com sua equipe, deslocou-se até a residência de Vaninho, a fim de apurar a denúncia. Ao chegar ao local, o acusado e sua esposa demoraram a responder ao chamado da Polícia, somente atendendo após os policias alertarem que iriam arrombar a porta, face à gravidade da denúncia.

O indivíduo, em atitude hostil, resistiu aos trabalhos policiais, agredindo-os fisicamente. Dessa maneira, os policiais tiveram que usar de força moderada para conter o agressor, sendo o mesmo encaminhado à Central de Flagrantes local, juntamente com a vítima, que negou o teor da denúncia anônima, demonstrando aparente temor.

Na Delegacia, com o objetivo de enganar os policiais e esconder sua ficha criminal, Vaninho se identificou com o nome de Rogério de Melo Soares, todavia, foi descoberto que Rogério era na verdade o nome de seu irmão e que Vaninho de Melo Soares era seu verdadeiro nome.

Após realizar o levantamento da vida pregressa do indivíduo, os policiais localizaram o Mandado de Prisão em aberto pelo crime de estupro de vulnerável, em desfavor de Vaninho, junto à Comarca de Miranorte-TO.

Diante dos fatos, além do cumprimento da ordem judicial, Vaninho foi autuado em flagrante pela prática dos crimes de Resistência e Falsa Identidade. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o indivíduo foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Paraíso, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Ainda de acordo com o delegado, o crime teria sido praticado em Barrolândia, no ano de 2017, sendo que Vaninho cumpria prisão em regime semiaberto, quando desapareceu e passou a ser considerado Foragido da Justiça.