Polí­cia

Foto: Rondinelli Ribeiro

Ransmiller R. da S. foi condenado, nesta quarta-feira (09/05), a 21 anos e quatro meses de reclusão por latrocínio, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menor. A ação criminosa aconteceu em setembro de 2017, no setor Novo Horizonte, em Araguaína/TO.

Consta na sentença que, na madrugada do dia 4 de setembro do ano passado, o denunciado, agindo com ajuda de um menor, abordou a vítima, Lourival Custódio de Aguiar, com violência e grave ameaça, exercida com emprego de arma de fogo, na tentativa subtrair uma motocicleta. A ação resultou na morte da proprietário do veículo. Ransmiller e o menor pretendiam assaltar um estabelecimento comercial, mas a motocicleta que utilizariam no crime ficou sem combustível, motivo pelo qual tentaram roubar o veículo de Lourival.

Ao julgar o caso, o juiz Francisco Vieira Filho, ressaltou que latrocínio é considerado um crime hediondo e citou ainda o agravante da participação de um menor neste tipo de ação criminosa.

Ransmiller foi condenado a 20 anos por latrocínio e 1 ano e quatro meses de reclusão por corrupção de menor. Ele também terá que arcar com o pagamento de 10 dias-multa à base de um trigésimo do salário mínimo vigente à época do fato delituoso e indenização de R$ 15 mil à família da vítima. (Cecom-TJ)