Educação

Foto: Divulgação

O trabalho pedagógico desenvolvido na rede municipal de ensino de Palmas tem refletido em excelentes resultados alcançados pelas unidades educacionais tanto em competições de nível estadual, quanto nacional. Prova disso, é o mais recente feito de uma das turmas do 5º ano da Escola Municipal Beatriz Rodrigues da Silva, que ganhou a medalha de ouro na etapa estadual, e de prata na etapa nacional da Olimpíada Internacional Matemática Sem Fronteiras (OIMSF).

A OIMSF é uma competição internacional de matemática em equipe e interclasses para estudantes do ensino fundamental e médio de escolas públicas e privadas de todo o País, que tem como objetivos: aproximar os países estrangeiros através do estudo da Matemática, mostrar a importância das línguas modernas, e promover o interesse pela matemática e pelo trabalho em equipe.

A Escola Beatriz Rodrigues foi representada na competição pelas turmas de 5º anos (nível básico), tendo como vencedora a turma 52.01. A coordenação da olimpíada na escola ficou a cargo da professora de matemática Geruza Valéria da Costa Araujo.

 

A professora afirmou está muito feliz e orgulhosa com os resultados obtidos pelos seus alunos. “Sou apaixonada pelo ensino da matemática, e esse ano resolvi trabalhar com os meus alunos de forma mais prazerosa, fazendo competição entre eles e entre as turmas”, conta a educadora dizendo que assim que soube da Olimpíada resolveu inscrever a turma para que fossem mais além.

“Foi ao ler o edital que me convenci que estava no caminho certo, pois a frase dizia: O estudante deve ser instigado a participar de olimpíadas, e para isso nada melhor que o convencimento de um professor apaixonado pela questão, pois com certeza, argumentos para tal professor não faltarão. Convenci-os, que seria muito interessante participar dessa olimpíada, pois iam competir com alunos do mundo inteiro e eles toparam na hora”.

Segundo a diretora da unidade escolar, Luciana Kramer, como o resultado da competição foi divulgada nessa segunda-feira, 11, a escola ainda não definiu a data de entrega da premiação. Como prêmio pela participação na OIMSF, a escola receberá medalhas e certificados para os estudantes e professores.


A Olimpíada

 

A competição foi criada em 1989 pelo Ministério da Educação da França. No Brasil, a Olimpíada Internacional Matemática Sem Fronteiras é organizada pela Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento (Rede POC), programa de intercâmbio científico que tem como objetivo estimular o interesse entre os estudantes pela ciência, tecnologia e inovação. A competição tem apoio do Consulado-Geral da França em São Paulo; do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed); do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, instituição sem fins lucrativos ligada à Fundação Itaú Social; e da Universidade Metodista de São Paulo. (Com informações do site matematicasemfronteiras.org) ( Redação Semed)