Polí­tica

Foto: Divulgação Carlos Amastha demonstrou sua instabilidade emocional ao desistir Carlos Amastha demonstrou sua instabilidade emocional ao desistir

O senador Ataídes disse que se reuniria com Carlos Amastha (PSB) na manhã desta terça-feira, 7, para conhecer os motivos do ex-prefeito para desistir da campanha a governador do Estado. O senador declarou ainda, que, durante a conversa, deverá tentar convencer Amastha a voltar atrás e permanecer na disputa. “Nós esperamos que ele reflua dessa decisão que tomou e que continue sendo nosso candidato. Essa é nossa grande expectativa”, declarou.

A entrevista coletiva à imprensa que o ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha, daria na manhã desta terça-feira, 7, para explicar as razões de sua desistência de candidatar-se ao Governo do Estado em outubro, foi adiada sem explicações. O comunicado foi feito pela assessoria de comunicação do político, que informou, sem dar mais detalhes, que uma nova data seria anunciada.

Nesta segunda-feira, 6, Amastha retirou seu nome da disputa das eleições deste ano apenas 24 horas após a convenção que confirmou sua candidatura. A desistência de Amastha aconteceu após PCdoB e PTB, dois importantes aliados, anunciarem a retirada do apoio à sua candidatura.

Em um vídeo divulgado pelo próprio candidato nas redes sociais ele confirma a desistência e diz que, apesar de parecer tudo encaminhado para a campanha de 2018, ele mudou de opinião. “Infelizmente as coligações proporcionais não foram bem sucedidas e com a saída do PCdoB e do PTB do projeto (...) sem isso perde a essência do projeto”, declarou.

Naturalmente a decisão do ex-prefeito causou alvoroço no panorama político, deixando diversos parceiros e apoiadores desorientados, entre eles os senadores Vicentinho Alves (PR) e Ataídes Oliveira (PSDB), que faziam parte da chapa majoritária.

Horas após o burburinho Amastha desabafou no Twitter e disse que foi o dia mais triste de sua vida. “Aceito tudo, menos traição”, escreveu.

Hoje pela manhã o conteúdo da publicação foi diferente. “Bom dia Tocantins. Impossível negar a existência de Deus nas nossas vidas. Pode parecer resignação ou conformismo, não é. Está escrito, apenas não podemos adivinhar o conteúdo da próxima página. Em vós confio. Te amo Tocantins”, publicou Amastha deixando dúvidas de sua real saída do jogo.

Procurado, o senador Vicentinho Alves ainda não se manifestou sobre o assunto.