Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Araguatins, realizou neste domingo, 30, a terceira etapa da Operação Travessia, que visa coibir o tráfico interestadual de entorpecentes. 

De acordo com o delegado Enio Walcacer, no último dia 27, policiais daquela delegacia receberam a informação de que uma determinada quantia de drogas seria enviada de Goiás à região Extremo - Norte do Tocantins por meio de um presidiário supostamente ligado a uma facção criminosa de abrangência nacional. “De posse dessa informação, e com a presença dos delegados, agentes e escrivães da delegacia, foi feito o monitoramento do veículo de empresa de ônibus que seria utilizado para o transporte de drogas”, afirmou.

Após a observação do local, os agentes de polícia empreenderam perseguição aos dois suspeitos que buscaram os 5,5 kg de maconha, que, após recolhimento do pacote com os entorpecentes, empreenderam fuga pela cidade de São Bento do Tocantins, só vindo a ser abordados após terem os três pneus alvejados por disparos dos agentes, que conseguiram, de forma precisa, abordar o veículo, que tinha em seu interior a droga recebida.

Prisões

Um dos suspeitos, Wallace da Silva, foi preso. Outro, identificado como Pablo, conseguiu fugir. Momentos depois, os agentes capturaram o traficante Jailson Costa de Sousa, que havia encomendado a droga e que a esperava em um balneário da cidade.

Segundo a Polícia Civil, ele assumiu que tinha encomendado a droga e que havia mais uma porção em sua casa.

Resultado

Como resultado final da 3º etapa da operação Travessia, foram presos em flagrante dois traficantes locais, Jailson e Alisson, permanecendo dois foragidos, Walisson e Pablo, que terão a prisão preventiva requerida ao Poder Judiciário.

Além disso, foram apreendidos 4,7 kg de maconha prensada, bem como 01 revólver calibre 22, 4 veículos utilizados para traficância e uma motocicleta também utilizada para o tráfico, relevante quantia em dinheiro e os aparelhos celulares dos traficantes.