Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Esporte

Foto: Ceila Menezes

O final de semana foi carregado de adrenalina em duas rodas e muita emoção para 80 ciclistas de Dianópolis/TO, que pedalaram mais de 100 quilômetros entre a “Terra das Dianas” e o Santuário do Senhor do Bonfim, em Natividade, em mais uma edição do “Pedal da Fé”.

A romaria do “Pedal da Fé” de Dianópolis, completa 11 anos e atrai ciclistas de cidades vizinhas, da Capital e da Bahia.  Já era 3h da madrugada de sábado, quando os ciclistas começaram se reunir no ponto de partida, em um posto de combustível, na entrada da cidade, aos pés do padroeiro São José. O vento soprava e aos poucos os “bikes” foram chegando agasalhados para enfrentar o início da longa estrada até o Bonfim.

Às 4h em ponto, o grupo formado por homens, mulheres, jovens e até crianças, partiu escoltado pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e equipes de apoio, que conduziam água potável, água de coco, frutas, equipamentos, garantindo segurança para os ciclistas durante o trajeto.

Na TO-040, os ciclistas em fila indiana, seguiram em romaria com destino ao Santuário do Senhor do Bonfim. A escuridão da madrugada gelada nas Serras Gerais, o silêncio da pista, foi sendo quebrado com o ruído das catracas e os faróis instalados nas bicicletas.

Durante o percurso os ciclistas receberam apoio em paradas estratégicas, para abastecimento de água e descanso. A primeira parada aconteceu no trevo de acesso ao município de Taipas, de onde o grupo seguiu até a cidade de Porto Alegre do Tocantins.

Com um visual de encher os olhos, o grupo parou em Almas, para contemplar o nascer do sol nas Serras Gerais. Naquele momento, o frio da madrugada dava passagem ao sol, que além de revelar a paisagem, transformou também a imagem do grupo de ciclistas, que foram despojando dos agasalhos, dando “cara” ao Pedal da Fé, com uniforme personalizado, trazendo a imagem do Senhor do Bonfim estampada no peito.

Com café da manhã reforçado, em um dos pontos de parada entre Almas e Natividade, os ciclistas seguiram por mais 10 quilômetros no asfalto até cruzar para uma estrada de chão, com percurso de aproximadamente 20 quilômetros, em uma trilha pesada, com subidas, areia solta, cascalho e paisagens de encher os olhos.

A fé, a devoção foi abrindo caminho para os ciclistas, que ao longo do percurso já demonstravam o cansaço sobre duas rodas. O esforço coletivo motivou a equipe, que comemorava a chegada de cada integrante nos pontos de parada.

Em algumas bicicletas, o terço, símbolo da religiosidade, acompanhando o ciclista como proteção no percurso. A cada quilômetro os romeiros da bike eram cumprimentados por motoristas, caminhoneiros, que ao cruzar o Pedal da Fé, saudavam com buzinas, motivando os ciclistas, que respondiam acenando com as mãos, retribuindo a gentileza de quem saudava os romeiros em duas rodas.

O Pedal da Fé já é tradição e faz parte da cultura de Dianópolis, como explica o servidor público e organizador do evento, Laércio Teixeira. “Primeiro pedal aconteceu em 2008 com apenas quatro ciclistas. A cada ano o grupo foi aumentando e hoje o grupo cresceu e isso nos motiva ainda mais. Um pedal que é feito com amor, com fé. Alguns pagando promessa, outros pelo esporte, outros pelo amor. E isso que é mais importante, a alegria de reunir amigos, família em um momento como este”, afirmou.

Pela primeira vez no Pedal da Fé, o vereador de Dianópolis, Júnior Trindade, falou sobre o desafio e emoção em concluir o percurso. “É muito gratificante, uma emoção com essa turma. É exatamente essa união e a fé que nos leva ao Senhor do Bonfim. Um momento especial, que une saúde e fé. Conseguimos chegar e na próxima edição estaremos aqui novamente”, disse.

Também pela primeira vez no Pedal da Fé, o diretor do Fórum de Dianópolis, juiz Jossaner Nery, falou sobre a emoção de participar do evento. “A emoção é muito grande. Pedalar com amigos, com familiares. Pedalar é saúde. O pedal do Senhor do Bonfim é tradicional em Dianópolis. A bike aproximou pessoas, amigos e isso trouxe qualidade de vida para todos”, destacou.

Já se aproximava das 11h, quando os primeiros ciclistas cruzaram a entrada do Santuário do Senhor do Bonfim. Emocionados, seguiram até a igreja, onde foram recebidos pelo Padre Marquinélio Rodrigues, que proferiu a benção ao grupo. “O que vocês fizeram foi um ato de fé, uma declaração de amor ao Senhor do Bonfim. Vocês sempre serão bem vindos ao Santuário”, disse o Padre.

Após a benção, os ciclistas subiram a escadaria, onde agradeceram diante da imagem do Senhor do Bonfim. Um momento de emoção, para quem pedalou mais de 100 quilômetros. Emocionada, a assessoria jurídica do TJ/TO Cleide Leite, falou sobre concluir o percurso pela terceira vez. “É sempre uma emoção diferente. Um momento único, onde a nossa fé é renovada ao lado de amigos e familiares. O Pedal da Fé é completo, ele nos traz saúde, amigos e nos aproxima da natureza”, frisou.

Depois do encontro no Santuário, os ciclistas seguiram para um acampamento, montado às margens do Rio Manuel Alves, onde foram recebidos com almoço, preparado pela equipe de apoio. “Um momento de confraternizar a amizade, o esporte e a alegria de mais uma vez, concluir com sucesso mais uma edição do Pedal da Fé. Foi um pedal tranquilo, sem emergência, acidentes ou imprevistos. Só temos a agradecer ao pessoal da Polícia Militar, Bombeiros, Prefeitura de Dianópolis, por meio da Secretaria de Saúde e aos amigos que vieram como equipe de apoio. O Pedal da Fé só acontecer devido essa união. Estamos felizes e agradecidos”, finalizou o organizador do evento, Laércio Teixeira.