Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Educação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Depois de investir mais de R$ 20 milhões na capital do Tocantins, a Unopar Palmas dobrou de tamanho e inaugura mais um prédio, ao lado da antiga sede - na quadra 202 sul- nesta quarta-feira (23).  O novo espaço marca a fase de preparação da universidade para a chegada dos cursos presenciais de Administração, Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica e Engenharia Mecânica, bem como o atendimento da população através de clínicas gerenciadas pelos cursos da área da saúde. 

O evento que vai movimentar a universidade tem  presença confirmada da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, e do diretor regional – norte e nordeste do grupo Kroton, Fernando Ciriaco.

Diferencial e investimento 

A Unopar Palmas é a única instituição de ensino superior do estado administrada pelo grupo Kroton, um dos maiores do mundo no ramo educacional. Desde que o grupo assumiu, exclusivamente, a gestão da universidade,nos últimos dois anos, os investimentos cresceram e o diferencial é visível à população.  Com 2100 alunos matriculados atualmente, a Unopar deve chegar a 4.000 estudantes universitários matriculadas nas modalidades EAD e presencial, nessa nova fase. 

 “Entendemos que esse é um lugar novo e cheio de oportunidades. Exatamente por ser novo precisa de profissionais capacitados para o desenvolvimento do estado”, elencou a diretora Gislaine Villas Boas. 

Estrutura 

Em termos de estrutura, o novo prédio agregará quatro novos pisos à Unopar Palmas, adicionando um auditório – com capacidade para, aproximadamente, 220 pessoas –, 21 salas de aula e seis laboratórios, ainda não definidos. “Sairemos de 18 salas para 39 e de 12 laboratórios para 18, além de ganharmos um auditório com capacidade maior que o antigo, que acolhe 154 pessoas”, exalta Gislaine.

Dando segmento ao modelo estabelecido no prédio inicial, como elevadores, plaquetas em braile e guias para pessoas com deficiência visual, mas um ponto específico, relacionado à sustentabilidade, está em análise já para o próximo ano. “O que estamos pensando para o ano que vem é a inclusão de placas solares, para termos geração própria de energia, pois é algo muito forte no Tocantins”, enfatiza a gestora.