Ciência & Tecnologia

Foto: Cléverson Oliveira

Foto: Cléverson Oliveira

Araguaína é uma das cinco primeiras cidades do Brasil a implantar a tecnologia 5G, com instalação já no início de 2022. O prefeito Wagner Rodrigues e o secretário da Tecnologia, Ciência e Inovação, Fabiano Souza, estiveram no lançamento do Programa Conecta 5G, nessa quinta-feira, 16, em Natal, no Rio Grande do Norte. O evento do Ministério das Comunicações teve a participação do ministro Fábio Faria e do presidente da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), Igor Calvet.

“Foi uma importante articulação do senador Eduardo Gomes e quero agradecer muito a ele por todo esforço de incluir Araguaína nessa exclusividade. O senador tem nos ajudado em muitas frentes, com emendas para melhorar a qualidade de vida da população. Mais uma vez Araguaína sai na frente e aumenta a parceria com o Governo Federal”, afirmou Wagner.

A cidade foi escolhida pela ABDI para integrar o Projeto Cidades Inteligentes, junto com outras quatro: Ceará-Mirim (RN), Petrolina (PE), Jaraguá do Sul (SC) e Curitiba (PR).

Legislação moderna

Ao explicar o projeto, o gerente da Unidade de Novos Negócios da ABDI, Tiago Faierstein, disse que a preocupação inicial da Anatel (Agência Brasileira de Telecomunicações) em relação à tecnologia 5G era com a logística, uma vez que o novo sistema precisa de milhares de antenas para funcionar.

Como seria praticamente impossível instalar essa enorme quantidade de antenas numa cidade como Araguaína, a agência optou por colocar as antenas nos postes de iluminação pública. “Porém, surgiu outro problema: os municípios teriam que revisar suas legislações sobre antenas e, mesmo com a recomendação da Anatel, apenas sete municípios em todo o País conseguiram fazer a alteração a tempo”, destacou o gerente.

A frente do tempo

O secretário Fabiano ressaltou que a mudança foi possível porque Araguaína já trabalha com a intenção de ser um polo tecnológico da Região Norte. “Fomos o primeiro Município do País a disponibilizar serviços públicos no Portal Gov.br. Fizemos um evento para atrair startups e estamos em processo de contratação de algumas delas e ainda criamos legislações para acelerar o desenvolvimento tecnológico”, informou.

Sandbox

O 5G será a primeira nova tecnologia testada na recém-criada lei Sandbox de Araguaína, em que empresas poderão executar projetos para desenvolver modelos de negócios inovadores, testar técnicas e tecnologias novas, oferecer produtos e serviços para a sociedade. A região ficou delimitada entre o Centro, Bairro São João e as vias: Marginal Neblina, Via Norte e Via Lago.

Inicialmente, o 5G será aplicado no serviço público, em interconexão com os órgãos. “Podemos até substituir as fibras que usamos hoje. Isso também facilitou a implantação de projetos que trabalhamos há anos, como o videomonitoramento, já que não será mais preciso quilômetros de fibra óptica”, contou o secretário municipal.

O projeto

Araguaína e as demais cidades escolhidas vão receber a instalação de 15 luminárias cada. As luminárias antigas serão substituídas por outras especiais de igual potência, dotadas de wifi e 5G integrados, duas câmeras de videomonitoramento e software de reconhecimento facial. Os novos dispositivos são feitas com tecnologia israelense, uma das mais avançadas do mundo, e ao final serão doadas aos municípios. A previsão é atender uma área entre 700 e 1.500 metros.