Cidades

Foto: Divulgação Prefeitura de Gurupi

Foto: Divulgação Prefeitura de Gurupi

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Gurupi, instaurou, nessa segunda-feira, 31, procedimento para apurar ineficiência na realização do serviço público de coleta de lixo na cidade de Gurupi.

Conforme o promotor de Justiça, Marcelo Lima Nunes, é notável que o município não vem realizando o serviço de forma regular e contínua, o que pode ser constatado em razão do acúmulo de lixo na frente das casas, há vários dias, em diversos bairros da cidade. Ele frisa que o serviço tem caráter essencial para a saúde pública e precisa ser realizado sem sofrer descontinuidade.

No mesmo dia da instauração do procedimento, a 6ª Promotoria de Justiça de Gurupi requisitou informações e documentos à Secretaria Municipal de Infraestrutura, sobre os motivos da coleta irregular de lixo e sobre as providências para a regularização do serviço. (MPTO)