Polí­cia

Foto: Dicom SSP/TO

Foto: Dicom SSP/TO

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por meio da 9ª Delegacia de Praia Norte, com apoio da Polícia Militar (PM-TO), efetuou no final da tarde da última sexta-feira, 26, a prisão de um foragido da Justiça de Minas Gerais, 26 anos de idade, o qual é apontado como um dos autores de um crime de homicídio qualificado, ocorrido na cidade mineira de Estiva, no dia 17 de março, após um desentendimento entre pelo menos três pessoas em um bar. 

Segundo a delegada Daniela Caldas, titular da 9ª DP, a prisão do indivíduo foi realizada em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pela 2ª Vara de Execuções Penais da Comarca de Pouso Alegre (MG). A captura do foragido foi possível depois que uma equipe da 9ª DP conseguiu localizar o paradeiro do homem que estaria residindo próximo a Delegacia de Polícia local. 

“Após o trabalho de inteligência e levantamento, nossa equipe conseguiu localizar o paradeiro do homem e, assim, juntamente com o apoio da Polícia Militar foi possível fazer a captura do suspeito que é apontado como autor de um crime bárbaro em Minas Gerais”, frisou a delegada Daniela Caldas.  

Crime bárbaro 

De acordo com os levantamentos das equipes da 9ª Delegacia, R.G.S, é considerado um dos principais suspeitos de matar, esquartejar e ocultar um homem, de 41 anos, o qual teve o corpo encontrado na zona rural da cidade de Estiva, no dia 22 de março. A vítima estava desaparecida desde o dia 17 de março.

Após ser preso, o homem foi conduzido até a 3ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguatins, onde a autoridade policial plantonista deu cumprimento a mandado judicial. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem foi recolhido à Cadeia Pública local, onde ficará à  disposição da Justiça de Minas Gerais. 

“Esta é mais uma prisão de extrema importância, que foi realizada pela Polícia Civil do Tocantins, com apoio da Polícia Militar, sobretudo, pois trata-se de um crime bárbaro onde a vítima foi brutalmente assassinada e teve o corpo largado em uma área de mata em Minas Gerais. Desse modo, com a prisão desse suspeito aqui no Tocantins, espera-se que o crime seja devidamente esclarecido”, disse.