Polí­tica

Foto: Divulgação

Confira alguns destaques noticiados pelo Conexão Tocantins durante a primeira semana de junho. Aconteceram diversas discussões, sem consenso, sobre o pagamento da data-base aos servidores do Estado e ficou marcada uma reunião para a próxima segunda-feira, 08. O secretário da Fazenda, Paulo Afonso Teixeira, informou dificuldades e revelou que o Tocantins  já teve R$ 100 milhões de frustração de receitas esse ano. 

Luzimangues 

Um tema bastante discutido foi a separação do distrito do Luzimangues de Porto Nacional. O deputado Ricardo Ayres (PSB) defendeu projeto pela autonomia da população de Porto em decidir pelo desmembramento ou não do distrito. O ex-prefeito da cidade, Paulo Mourão (PT), lembrou a rejeição da sociedade portuense pelo desmembramento. 

O deputado Valdemar Júnior (PSD) foi à tribuna da Casa de Leis criticar a falta de assistência por parte de Porto Nacional a Luzimangues. O parlamentar disse que o distrito vive o descaso e abandono e o prefeito Otoniel Andrade rebateu. Em suas afirmações, o prefeito de Porto negou falta de assistência ao distrito. "Em primeiro lugar o Valdemar tem que dizer o que ele já trouxe para Porto Nacional. Ele não colocou uma emenda sequer", alfinetou. 

Saúde 

Foi a semana em que a Defensoria Pública pediu o bloqueio das contas pessoais do secretário de Saúde Samuel Bonilha para atender pedido urgente relativo a idoso desassistido pelo Estado com risco de agravos e óbito. 

Capital Por Um Dia 

Taquaruçu foi a Capital por um dia, homenagem ao antigo Município de Taquaruçu do Porto, que abriu mão de sua territorialidade para a implantação da Capital do Estado, Palmas. Taquaruçu recebeu sessão especial da Câmara de Palmas. Na sessão, o prefeito Carlos Amastha foi alfinetado pelo vereador Lúcio Campelo (PR) e foi defendido pelo vereador Emerson Coimbra (PMDB). 

Inadimplência 

Um levantamento realizado pelo Conexão Tocantins mostrou que até às 9 horas do dia 1°, 102 dos 139 municípios do Estado estavam com seus nomes inclusos no Serasa do Governo Federal por inadimplência. Algumas cidades sanaram pendências e encaminharam certidão atualizada certificando regularidade.

Viagem à Europa 

O governador do Estado, Marcelo Miranda (PMDB), designou delegação para acompanhá-lo em missão na Europa entre os dias 14  e 24 de junho. Seis foram designados com ônus total do Estado, relacionado à integralidade de subsídios, pagamento de despesas com passagens aéreas e diárias.  

Tijolos e Troca de Farpas 

Também foi a semana em que o deputado Wanderlei Barbosa (SD) mostrou tijolos na Assembleia Legislativa para mostrar os calçamentos utilizados em obra em Taquaruçu e falou de preços. O vereador questionou convênio da Prefeitura de Palmas com a empresa Saneatins. Teve também troca de farpas entre os deputados Elenil da Penha (PMDB) e Jorge Frederico (SD) por causa da gestão do prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas. Frederico começou a discussão ao criticar a gestão do prefeito e Elenil subiu a tribuna para defender a gestão do aliado. 

Bancada religiosa 

A bancada religiosa no Tocantins se movimenta contra ideologia de gênero nas escolas e quer retirada de conteúdo dos planos de educação. Os irmão Borges, deputado estadual Eli Borges (Pros) e o vereador em Palmas, Joel Borges (PMDB), são conhecidos por posicionamentos conservadores. 

Ataque a deputados e movimentação política 

O vereador Folha Filho (PTN) criticou em sessão realizada na Câmara de Palmas, o fato de alguns deputados focarem, sistematicamente, em críticas ao trabalho realizado pela Prefeitura de Palmas. 

Enquanto vereadores e deputados criticam a gestão da capital, o ex-prefeito da cidade, Raul Filho, faz movimentação para concorrer a gestão de Palmas nas eleições de 2016. Outros nomes - Sargento Aragão, Marcelo Lelis, entre outros- são cogitados ou confirmados para disputa à Prefeitura. 

Greve 

Iniciou-se nesta sexta-feira, 05 de junho, a greve dos educadores do Estado por tempo indeterminado. Entre as reivindicações, a categoria cobra o realinhamento e pagamento das progressões atrasadas desde 2013, pagamento da data-base e aumento salarial. A Secretaria Estadual de Educação (Seduc), informou que mantém o diálogo aberto com os trabalhadores da educação tocantinense, e que as negociações estão sendo feitas pela Comissão de Análise de Impacto de Pessoal sobre os recursos financeiros do Estado, em conjunto com outras categorias de servidores públicos estaduais.