Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­cia

Foto: Divulgação

Uma ação conjunta de combate à criminalidade deflagrada na manhã desta segunda-feira, 18, pela Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Arapoema, 7ª Delegacia Regional de Colinas do Tocantins RPC, com apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais - GOTE, Polícia Militar de Arapoema e Grupo de Operações com Cães - GOC, resultou na prisão de seis pessoas suspeitas de praticar vários crimes, em Arapoema e demais municípios da região. 

Conforme a Polícia Civil, a operação “Gênesis”, foi deflagrada com o objetivo de dar cumprimento a 25 mandados de busca e apreensão em residências localizadas nas cidades de Arapoema, Bandeirantes e Pau D'Arco, pois, segundo apontaram as investigações da Polícia Civil, criminosos estariam utilizando os locais para prática de ilícitos penais. 

Diante dos fatos, o delgado titular de Arapoema, Marco Aurélio Barbosa, representou pelos respectivos mandados de busca e apreensão naqueles locais, que foram prontamente deferidos pelo Juízo da Comarca local. 

Durante as diligências foram autuados em flagrante; Brasilino D. da C., 37 anos, pelos crimes de Tráfico de Drogas e Associação para Tráfico, sendo que o mesmo já possui passagem criminal pelo mesmo crime, em Arapoema - TO; Zélio A. de A., 46 anos, pelo crime de posse irregular de arma de fogo; Aldenor R. de O., 28 anos, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para tráfico, sendo que o indivíduo já possui passagem criminal pelos mesmos crimes em Porangatu – GO e Marcos A. de S., 25 anos, pelos crimes de tráfico de Drogas e Associação para Tráfico.

Os policiais civis encontraram em posse dos suspeitos, arma de fogo, drogas, elevada quantia em dinheiro, motocicleta e um veículo, que eram utilizados para transporte e comercialização das drogas. Após os procedimentos cabíveis na Delegacia de Arapoema, todos os suspeitos supracitados foram encaminhados para à carceragem da Cadeia Pública da cidade, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.