Saúde

Foto: Divulgação UVCZ A doença de chagas é grave, transmitida principalmente pelo inseto conhecido como barbeiro A doença de chagas é grave, transmitida principalmente pelo inseto conhecido como barbeiro

Continua até essa sexta-feira, 27, a programação da Unidade de Vigilância e Controle das Zoonoses (UVCZ), a programação é voltada para a “Semana de prevenção à doença de Chagas”, e realiza abordagens aos vendedores de caldo de cana e aos estabelecimentos que comercializam açaí na região Central da Capital.

A programação visa conscientizar esses comerciantes e também a população sobre os riscos da doença transmitida pelo inseto triatomíneo, o popular barbeiro. “É uma doença muito grave, não tem cura, é negligenciada e a maioria dos casos evoluem para a fase crônica. Então a prevenção é o melhor  remédio”, alertou a bióloga da UVCZ, Lana Rúbia.

A bióloga ressaltou que o barbeiro vive na região de matas escondido em ninhos de pássaros, tocas de animais, cascas de troncos de árvores, montes de lenhas, nas copas das palmeiras e embaixo de pedras. “Uma das formas de transmissão da doença é através dos alimentos contaminados. No caso da cana e do açaí, eles são coletados na plantação ou na mata, e quando chegam para ser triturados, às vezes a pessoa não percebe que o inseto está junto com o material e ele pode ser triturado junto e se tiver contaminado, as pessoas que consumirem a cana ou o caldo de cana, por exemplo, pode contrair a doença”, explicou.

Nessa quarta-feira, 25, a equipe de Educação em Saúde da UVCZ fez um trabalho de conscientização com os proprietários de caldo de cana que atuam no Centro de Palmas. Nesta quinta-feira, 26, a equipe palestrou e expôs o Laboratório de Entomologia da unidade, na Escola Estadual Duque de Caxias, no Distrito de Taquaruçu. Já na parte da tarde, a partir das 15h30, a ação será junto aos proprietários de estabelecimentos que comercializam açaí.

A programação irá finalizar na sexta-feira, 27, das 16 às 20 horas, com exposição do Laboratório de Entomologia e ações de Educação em Saúde junto ao público do Parque Cesamar.

Doença de Chagas

A doença de chagas é grave, transmitida principalmente pelo inseto conhecido como barbeiro. A transmissão se dá pelas fezes contaminadas que o barbeiro deposita sobre a pele da pessoa, enquanto suga o sangue ou sobre os alimentos. Geralmente a picada provoca coceira e o ato de coçar facilita a penetração do parasita pelo local da picada.

É possível contaminar-se também com a doença a partir da ingestão de alimentos crus e contaminados com fezes do parasita, da transfusão de sangue ou transplantes de órgãos contaminados com a doença, do contato direto com o parasita e com outros animais que estejam infectados. A doença de chagas também pode ser congênita, no caso de mães infectadas que transmitem esse mal para o filho durante a gravidez.

Os sintomas são: febre prolongada por mais de sete dias; edema (inchaço) de face, membros inferiores ou generalizados; dor no corpo; icterícia (coloração amarelada - corpo e olhos).