Polí­tica

Foto: Divulgação A CPI foi solicitada ainda em abril de 2017 pelo vereador A CPI foi solicitada ainda em abril de 2017 pelo vereador

Na última quarta-feira, 25, o vereador professor Júnior Geo (PROS) fez uma solicitação por meio de requerimento ao presidente da Câmara de Palmas, Folha Filho (PSD). O documento pede urgência à criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar Instituto de Previdência de Palmas (PreviPalmas), protocolado ainda em abril de 2017.

“Já temos metade das assinaturas desta Casa de Leis requerendo o pedido de urgência. São vereadores que estão preocupados com o dinheiro que é dos servidores deste município. A questão é mais do que política, é de interesse dos servidores. E estamos aqui para representar a sociedade, espero que possamos fazer isso da melhor forma possível”, ressaltou Geo.

Na ocasião, subscreveram o requerimento do professor Júnior Geo, os vereadores Milton Néris (PP), Marilon Barbosa (PSB), Claudemir Portugal (PRP), Vandim do Povo (PSDC), Ivory de Lira (PPL) e Filipe Martins (PSC). Além destes, os parlamentares, Léo Barbosa (SD), Lúcio Campelo (PR) e Rogério de Freitas (MDB) já haviam assinado o documento anteriormente. O vereador Jucelino Rodrigues (PTC) também solicitou recentemente que incluísse sua assinatura.

Em sua fala, Júnior Geo destacou o trabalho que a Polícia Federal vem realizando em todo o Brasil. “A Polícia Federal está agindo e promovendo a prisão de servidores e parlamentares, de diversos municípios que estão relacionados a problemas com Institutos de Previdências. Há mais de um ano que a presidência desta Casa segura a CPI do PreviPalmas. É importante destacar que a qualquer momento o presidente pode responder juridicamente por se omitir e por evitar que a CPI ocorra”, disse.