Polí­tica

Foto: Divulgação Decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta Decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta

O governador interino do Tocantins, Mauro Carlesse, decretou luto oficial de três dias no estado em respeito ao falecimento do ex-deputado Júnior Coimbra. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 26.

Coimbra morreu na tarde de ontem em um acidente de carro na TO-070 próximo a Dorilândia, povoado localizado entre as cidades de Sandolândia e Formoso do Araguaia no sul do estado. O político fazia parte da caravana do candidato ao governo Carlos Amastha e viajava em uma Pajero juntamente com o ex-secretário da Prefeitura de Palmas, Adir Gentil, o coronel Ribamar, que também fez parte do primeiro escalão da gestão Amastha e o vereador Tiago Andrino (PSB) que ficaram feridos no acidente e foram levados para o Hospital de Formoso do Araguaia.

O corpo de Júnior Coimbra deverá chegar em instantes à Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins onde será velado. No primeiro momento ele será velado apenas pela família e amigos. Em seguida o velório será aberto ao público.

Formado em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão, Coimbra atuou no segmento de turismo compondo os quadros da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet.) Ele foi prefeito de Itaporã, vereador de Palmas, deputado estadual (2003 e 2010), tendo sido eleito também para a presidência da Assembleia Legislativa. Posteriormente se elegeu deputado federal em 2010 para o mandato 2011-2014.

Na Câmara dos Deputados, Junior Coimbra assumiu a vice-presidência da CPI do Trabalho Escravo. Ele também foi secretário na gestão Amastha, na capital.