Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­cia

Foto: Rondinelli Ribeiro

O Tribunal do Júri da Comarca de Palmas, condenou a 13 anos de reclusão por homicídio qualificado o acusado Edmar Lima de Melo que matou Idvaldo de Carvalho. O crime, ocorrido em 2016, teria sido motivado por discussão a respeito de um animal doméstico.

Consta nos autos que Edmar e a vítima, Idvaldo de Carvalho, eram amigos e moravam em um acampamento próximo ao distrito de Buritirana, em Palmas/TO. Após ingerirem bebidas alcoólicas, uma discussão entre os dois teria começado por causa do cachorro da vítima. O réu não queria a permanência do animal no local e, devido aos ânimos exaltados durante a discussão, ele acabou recorrendo a uma faca para agredir a vítima. Idvaldo foi ferido na altura do pescoço. O crime ocorreu em outubro de 2016.

Durante o julgamento, o conselho de sentença entendeu que o réu matou por motivo fútil e utilizou recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Ao dosar a pena, o juiz que presidiu a audiência, Gil Araújo Côrrea, estabeleceu 13 anos de reclusão ao réu, em regime fechado. A sentença foi proferida nesta última terça-feira (12/06).