Conexão Tocantins - O Brasil que se encontra aqui é visto pelo mundo
Polí­tica

Foto: Divulgação

A comunidade do Jardim Aureny III aguarda há quase três anos pela conclusão da reforma na Escola Municipal Estevão de Castro, conforme destacou o vereador Lúcio Campelo (PR), durante sessão ordinária ocorrida nessa quarta-feira, 20. Toda a parte administrativa do centro educacional funciona no antigo anexo da escola, que se encontra em ‘’péssimas condições estruturais para o aprendizado e o trabalho’’, comentou o parlamentar.

O problema atinge não só as mais de 800 crianças que estudam entre o 1º e o 5º ano das séries municipais, como também todos os profissionais em educação que trabalham no local. Atualmente a secretaria, direção e biblioteca funcionam nessa parte mais antiga. Em 2017, essa mesma unidade escolar teve parte do muro destruído, após desabamento ocorrido durante o período chuvoso, já o telhado que cobre parte do setor administrativo, possui vários buracos e pede urgente por reparos.

Para o vereador Lúcio Campelo, o atraso não se justifica. "Essa reforma foi um pedido feito pelos vereadores ainda na gestão do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB). De lá para cá, o que vimos foram despesas desnecessárias ocorrendo, em detrimento da educação. Foram mais de R$ 60 milhões gastos em estruturas para eventos, e mais R$ 3 milhões só no início desse ano para a compra de pedras decorativas, um absurdo enquanto temos reformas na educação bastante atrasadas’’, classificou.

Planejamento

O problema vai mais além, ressaltou o vereador Lúcio Campelo. Ocorre que de frente a escola, do outro lado da avenida, funciona a estação Xerente, que atende o transporte coletivo no bairro. O movimento intenso de veículos, pedestres e alunos é incompatível com o espaço disponível.

“Durante os horários de pico uma confusão toma de conta dessa área, existe ainda uma igreja e vários comércios próximos, que intensificam o trânsito de pessoas. Faltou planejamento das gestões anteriores, acredito que a solução seja encontrar um novo local para a Xerente operar’’, recomendou o vereador.

Ao final de seu pronunciamento no plenário, o vereador informou que irá acionar a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB), para ver as possibilidades de acelerar a reforma da escola Estevão de Castro, bem como a elaboração de um estudo para melhorar a mobilidade no local. Para os demais colegas parlamentares, Campelo reafirmou o compromisso no trabalho de fiscalizar a ações do poder Executivo Municipal.