Polí­cia

Foto: SSP/TO

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 5ª Delegacia de Palmas, efetuou, no final da tarde dessa última quinta-feira, 28, a devolução, aos verdadeiros donos, de 13 aparelhos celulares que haviam sido roubados ou furtados e foram recuperados pelas equipes da 5ª DPC, nas últimas semanas, na região Sul da Capital.

Conforme o delegado titular da 5ª Delegacia de Polícia Civil de Palmas, a grande maioria dos aparelhos foi roubada à mão armada, em Taquaralto, bem como em bairros vizinhos que integram a área de atuação da Delegacia. O delegado ressalta que as investigações que resultaram na recuperação dos bens, foram iniciadas assim que as vítimas compareceram a Unidade Policial e registraram os Boletins de Ocorrência.

“Tão logo fomos informados das ocorrências, começamos a investigar todos os casos e identificamos as pessoas que estavam de posse dos celulares furtados ou roubados, as quais foram indiciadas e responderão pela prática do crime de receptação, sendo que os respectivos procedimentos policiais foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal, conforme determina a lei”, esclareceu Evaldo Gomes.

Antes de serem devolvidos aos legítimos proprietários, os aparelhos celulares, de marcas e modelos variados, foram periciados. Com a ação dessa quinta-feira, já são mais de 100 aparelhos celulares recuperados pela Polícia Civil, somente na região Sul, e devolvidos aos verdadeiros donos, no ano de 2018.

Para o delegado Evaldo Gomes, a devolução de 13 celulares representa uma queda no índice de crimes dessa natureza praticados na área de atuação da 5ª DP, uma vez que, em ações anteriores, a Polícia Civil chegou a restituir mais de 30 aparelhos de uma só vez.

“Estamos intensificando as ações de combate aos crimes de furto e roubo de celulares e isso está sendo refletido na queda do número de ocorrências dessa natureza na região Sul de Palmas”, ressaltou o delegado.

O delegado ainda alertou a população em geral quantos os cuidados e procedimentos a serem realizados, no caso de furto ou roubo de celulares. “É muito importante que a pessoa que teve seu bem subtraído, no caso de aparelhos celulares, compareça à Delegacia mais próxima de sua residência, trazendo consigo a nota fiscal de compra do bem, bem como o IMEI (Número de série do aparelho) para que possamos iniciar, o mais rápido possível, as investigações e recuperar o celular”, declarou o delegado. 

Por: Redação

Tags: Evaldo Gomes, Polícia, Polícia Civil