Meio Ambiente

Foto: Divulgação  Assinatura do termo de Compromisso, com o secretário Leonardo Cintra e o prefeito do município de Peixe, José Augusto Bezerra Assinatura do termo de Compromisso, com o secretário Leonardo Cintra e o prefeito do município de Peixe, José Augusto Bezerra
  • Oficina de sabão ecológico
  • Técnico da Semarh durante oficina

A temporada oficial das praias no Tocantins começou e, junto com o período mais movimentado nos rios do Estado, o projeto Praia Consciente realizado pelo terceiro ano consecutivo inicia com a instalação de pontos de coleta de óleo de cozinha usado e oficinas de sabão ecológico. A ação, concebida e executada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), começou neste fim de semana simultaneamente nas praias de Pedro Afonso, Xambioá e Peixe, via assinatura de Termo de Compromisso para a instalação de pontos fixos para o recolhimento do resíduo.

Toda mobilização de educação ambiental é planejada pela equipe da Diretoria de Desenvolvimento Sustentável da Semarh, que, este ano, continuou com a sensibilização direta aos turistas, munícipes e barraqueiros. Blitz ambientais foram realizadas com abordagem sobre a preservação dos recursos hídricos, dicas de combate às queimadas, o não descarte de resíduos sólidos na areia e nos rios; além da orientação voltada exclusivamente aos barraqueiros para que não joguem o óleo de cozinha usado diretamente na água. O objetivo é sensibilizar sobre o perigo ao meio ambiente já que um litro de óleo polui até 20 mil metros cúbicos de água.

Para que o projeto de coleta tenha continuidade, após a temporada de praias, o Termo de Compromisso assinado entre a Semarh e as prefeituras possibilitará a implantação de quatro pontos de coleta para cada cidade, com tonéis e banners. Segundo a técnica e engenheira ambiental da Semarh, Cinthia Azevedo, serão escolhidos pontos estratégicos como escolas municipais e restaurantes, para garantir êxito no projeto. “Com este projeto, a Semarh contribui  para a proteção das águas e do meio ambiente como um todo”, afirmou.

De acordo com a técnica Cinthia, o óleo de cozinha usado servirá para a fabricação de sabão ecológico por meio das oficinas; assim garante a sustentabilidade, com a reutilização, além de promover a economia sustentável.

O secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Leonardo Cintra, destacou que a Semarh visa, a cada ano, consolidar e ampliar o projeto e as parcerias. “É um período de diversão, mas sabemos da importância de atuar para que a população colabore na preservação do meio ambiente não só no período das praias, pois o descarte do óleo usado é altamente impactante aos recursos hídricos”, destacou. O secretário reforça que a sensibilização feita pelos técnicos da Semarh seja praticada no dia a dia. “O foco é que a pessoa mude o hábito e faça a reutilização do óleo”, finalizou.

Oficinas

No total, foram distribuídos 12 tonéis com capacidade de 50 litros cada para recolhimento de óleo de cozinha usado e 12 banners de divulgação. A oficina foi destinada para a Associação Xambioart.

Integrante da associação, a morada do município de Xambioá, Ivanete Hipólito Ferreira Marino, informou que a oficina foi importante, pois abordou a temática ambiental e também ofereceu uma atividade a mais já que aprenderam como fazer na prática o sabão ecológico. “Antes, eu jogava o óleo de cozinha fora, agora posso reaproveitar. Com isso, economizo em casa também e posso fazer o sabão para vender e assim ganhar uma renda extra”, ressaltou.

Receita para a fabricação do sabão ecológico

Materiais:

01 litro de óleo de cozinha;

140 ml de água;

135 gramas de soda cáustica em escamas 95%;

Recipiente (longa/vida) para molde do sabão;

25 ml de álcool;

Luvas e Máscara;

01 Balde/recipiente;

Bastão de madeira para mexer.

Modo de Preparo

Coloque a água já aquecida em torno de 40° em um balde e depois acrescente a soda vagarosamente.

Mexa até diluir totalmente a soda.

Adicione o óleo já peneirado e aquecido em 40° e misture bem por 20 minutos.

Caso a massa final esteja muito líquida, adicione o álcool.

Deixe descansar por 48 horas. Pronto! Corte e deixe curar em local arejado de 10 a 15 dias.

Manter fora do alcance de crianças e animais.

Por: Redação

Tags: Temporada de Praias