Estado

Foto: Carlessandro Souza Daniel Barbosa dos Santos, presidente do Consea-TO Daniel Barbosa dos Santos, presidente do Consea-TO

Visando conhecer as políticas de segurança alimentar e nutricional desenvolvidas nos municípios brasileiros, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) disponibiliza desde o dia 7 de agosto, o Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional (MapaSAN), que está em sua 3ª edição, e deve ser preenchido pelos gestores municipais até o dia 22 de setembro.

A pesquisa busca conhecer as diferentes realidades de cada município brasileiro, se existe Conselho e Câmara Intersetorial, além de políticas e equipamentos, como atividade de educação alimentar, cozinha comunitária ou banco de alimentos.

Para Daniel Barbosa dos Santos, presidente do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Tocantins (Consea-TO) nenhuma cidade tocantinense pode ficar de fora desse mapeamento, já que esse diagnóstico orienta não só as ações do MDS, mas também dos diferentes ministérios que compõem a política de segurança alimentar. “O mapeamento busca saber quais as ações de segurança alimentar estão sendo desenvolvidas nos municípios. Esperamos que todos os municípios tocantinenses participem dessa pesquisa para que possamos conhecer a realidade em nosso Estado”, disse ele.

Para ter acesso aos formulários eletrônicos é preciso acessar o link: https://aplicacoes.mds.gov.br/sagicenso/mapasan2018/index.php

Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional

É uma ferramenta de pesquisa bienal de informações sobre a gestão do Sistema e da Política de Segurança Alimentar e Nutricional. É realizado nos Estados, municípios e no Distrito Federal, porém, nesta etapa, o questionário será respondido apenas pelos municípios.

A Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sesan) elaborou um manual para os municípios conhecerem as questões com antecedência. Acesso no endereço https://aplicacoes.mds.gov.br/sagicenso/mapasan2018/index.php